EUA acusam 'alto escalão' do Irã por violência no Iraque

da BBC, em Londres

Os Estados Unidos acusaram os 'altos escalões' do governo iraniano de fornecer 'armamentos sofisticados' a milícias xiitas que operam no Iraque.

A acusação foi feita em uma entrevista coletiva que militares deram a jornalistas em Bagdá.

Falando em condição de anonimato - as câmeras de vídeo e equipamentos de gravação foram proibidos durante a entrevista - os militares acusaram o Irã de fornecer bombas para serem colocadas nas estradas por onde circulam veículos americanos.

Os artefatos, capazes de destruir um tanque Abrams, já teriam matado mais de 170 soldados dos Estados Unidos desde 2004, e ferido outros 620, eles afirmaram.

"As armas têm traços únicos de que foram produzidas no Irã", disse um dos militares.

"Avaliamos que estas atividades estão vindo dos altos escalões do governo iraniano", ele prosseguiu, apontando para uma foto da brigada de elite al-Quds, uma unidade da Guarda Revolucionária Iraniana.

O militar observou que o corpo de segurança está diretamente subordinado ao líder máximo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei.

Precedente

Os Estados Unidos já haviam afirmado que armas iranianas estavam sendo utilizadas por milícias xiitas insurgentes no Iraque, mas nunca haviam acusado figuras do governo iraniano de envolvimento direto com a insurgência.

Segundo os militares americanos, o Irã estaria fornecendo dinheiro e treinamento a grupos xiitas.

A correspondente da BBC que participou da entrevista, Jane Peel, afirmou que os militares expuseram uma série de armas que teriam origem iraniana, como morteiros e granadas.

Eles disseram que as acusações se baseiam em armas e explosivos apreendidos em operações no Iraque, e em prisões de iranianos realizadas no país.

Segundo a correspondente da BBC, a denúncia deveria ter sido feita há semanas, mas os militares tiveram de checar as alegações para evitar comparações com avaliações erradas feitas anteriormente.

Antes de invadir o Iraque, os Estados Unidos acusavam o governo de Saddam Hussein de possuir armas de destruição em massa – fato que acabou não se comprovando.

As acusações não podem ser verificadas de maneira independente. Teerã nega as alegações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos