Evento de moda rejeita modelos magras demais em Madri

da BBC, em Londres

Cinco modelos que iriam participar do evento anual de moda mais importante da Espanha foram rejeitadas pelos organizadores por serem magras demais.

O Pasarela Cibeles, que começa nesta segunda-feira, adota um índice mínimo se massa corporal para as modelos, a fim de evitar que a aparência excessivamente magra delas possa acabar influenciando pessoas a seguir esse padrão.

O índice, que mede a relação peso/altura, deve ser de no mínimo 18 – o equivalente ao de uma pessoa com 1,75m e 56 kg - para as participantes do evento. Sessenta e nove modelos foram pesadas para garantir que a regra fosse seguida.

No entanto, a endocrinologista Susana Monereo, uma das encarregadas de acompanhar o peso das modelos, disse ao jornal espanhol El Pais que algumas das modelos não superaram o índice 16 – o equivalente a ter 1,80m e menos de 50 kg.

Segundo Monereo, a presença dessas modelos nos desfiles “poderia influenciar negativamente a população e ser causa de problemas relacionados à anorexia”.

As cinco modelos rejeitadas vinham de desfiles em Nova York, e duas delas vinham de 25 desfiles seguidos, disse ao El Pais a diretorda do Pasarela Cibeles, Leonor Pérez Pita.

Os organizadores do evento espanhol haviam decidido em setembro passado rejeitar as modelos com Índice de Massa Corporal inferior a 18.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos