EUA dizem que 90% da cocaína no país passa pelas Farc

da BBC, em Londres

O chefe de operações do departamento de combate às drogas dos Estados Unidos, Michael Braun, afirmou que 90% da cocaína que ingressa no país passa pelas mãos de guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Braun fez a declaração em entrevista à revista colombiana Semana. O americano descreveu os militantes das Farc como "metade terroristas, metade traficantes, a face do crime global do século 21".

"Nove de cada dez gramas de cocaína que entram nos Estados Unidos passam pelas mãos das Farc em algum momento", disse Braun.

"As Farc começaram cobrando taxas sobre o cultivo e hoje estão vinculadas a todo processo de tráfico de cocaína", acrescentou.

Plano Colômbia

O chefe de operações do departamento americano de combate às drogas estima que as Farc arrecadam entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão por ano (cerca de R$ 1 bilhão e R$ 2,1 bilhão).

Braun afirma que a guerra contra o narcotráfico está sendo vencida pelos Estados Unidos.

De acordo com dados do departamento americano de combate às drogas, 70% da cocaína negociada no mundo é produzida na Colômbia.

Os Estados Unidos já investiram US$ 3 bilhões (cerca de R$ 3,3 bilhões) no Plano Colômbia, que repassa verba para o governo de Bogotá combater o narcotráfico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos