Lula gigante emite flashes de luz em ataque a presas

da BBC, em Londres

Lulas gigantes emitem fortes flashes de luz quando atacam suas presas, de acordo com cientistas japoneses.

O espetacular show de luzes da Taningia danae foi revelado em um vídeo gravado em 2005 em águas profundas na costa da ilha Chichijima, no norte do Pacífico.

Os cientistas acreditam que as lulas usam os flashes para desorientar as possíveis vítimas.



Os cientistas do Museu Nacional da Ciência de Tóquio disseram que as lulas não são criaturas preguiçosas e inativas como se pensava antes.

As imagens - a primeira vez que a T. danae foi filmada em seu habitat natural - revelam que o animal é um predador agressivo.

A lula gigante, que pode ter mais de 2 metros de comprimento, nada para frente e para trás batendo suas barbatanas musculosas. O molusco consegue alterar sua direção rapidamente dobrando o corpo flexível.

As luzes emitidas pelas lulas surpreenderam os cientistas.

"Ninguém jamais havia visto esse tipo de comportamento luminoso durante a caça de lulas gigantes em águas profundas", disse Tzunemi Kubodera, coordenador da pesquisa, à BBC.

As luzes são emitidas a partir de órgãos localizados nos braços da lula.

Os vídeos, gravados a profundidades entre 240 e 940 metros, também mostram as lulas atingindo velocidades de até 2.5 metros por segundo durante o ataque.

Segundo os cientistas, as luzes podem agir também como "métodos de iluminação e medição da distância entre a lula e a presa em um ambiente normalmente muito escuro".

Os pesquisadores acreditam que as luzes possam ser ainda formas de cortejar possíveis parceiros sexuais.

A pesquisa foi publicada na revista especializada Proceedings of the Royal Society B.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos