Especial traça perfil genético de nove negros famosos



A BBC Brasil lança nesta segunda-feira o especial Raízes Afro-Brasileiras, que traça o perfil genético de nove brasileiros famosos de origem africana.

Celebridades como os músicos Milton Nascimento, Djavan e Sandra de Sá e a ginasta Daiane dos Santos participam do projeto, que explora a ancestralidade africana da população brasileira.

O projeto é baseado em exames de DNA conduzidos pelo geneticista Sérgio Pena, professor titular de Bioquímica da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e diretor científico do Laboratório Gene, também em Belo Horizonte.

Os resultados indicaram, por exemplo, que Daiane dos Santos tem a composição mais equilibrada de genes africanos, europeus e ameríndios.

Uma das mais "africanas" do grupo, Sandra de Sá disse que sempre quis saber mais sobre as suas origens e que o projeto "caiu como uma luva" no momento em que ela está vivendo.

"Tudo o que eu estou fazendo na minha vida é em relação à África, inclusive na música", disse Sandra.

As outras personalidades que participam do projeto da BBC Brasil são a atriz Ildi Silva, o "rei do Carnaval" Neguinho da Beija Flor, o jogador de futebol Obina, a cantora Sandra de Sá e o líder religioso Frei David Santos.

História e Genética

A fim de obter o quadro genético mais completo possível, foram feitos três testes baseados na análise de diferentes partes do DNA: o exame da ancestralidade paterna, o da ancestralidade materna e o da ancestralidade genômica, que permite estimar o percentual de genes africanos, europeus e ameríndios na composição de um indivíduo.

Estudos históricos já revelaram que o Centro e o Oeste da África foram as regiões que mais contribuíram para o tráfico negreiro que durante três séculos trouxe milhões de africanos ao Brasil como escravos.

Mas, diante da precariedade dos registros - muitos deles destruídos pela Coroa Portuguesa -, estudiosos do assunto, inclusive historiadores, têm se voltado para a genética na tentativa de conhecer melhor esse contingente que, juntamente com índios e europeus, deram origem à população brasileira.

"Algumas perguntas fundamentais que os historiadores não tinham recursos para responder, através da biologia há pelo menos sugestões", afirma o historiador Manolo Florentino, coordenador do programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e autor de diversos livros sobre o tráfico de escravos.

Pesquisas genéticas permitem, por exemplo, descobrir onde determinadas seqüências genéticas observadas em indivíduos brasileiros são encontradas na África.

Especial: Raízes Afro-brasileiras

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos