Antonioni 'criou linguagem própria no cinema'

O cineasta italiano Michelangelo Antonioni - famoso por longas como Zabriskie Point e Blow UP - Depois Daquele Beijo - morreu aos 94 anos.

Segundo declaração da esposa do diretor, a atriz Enrica Fico, ao jornal La Repubblica, ele morreu tranqüilamente em sua casa, em Ferrara, na noite de segunda-feira.

Antonioni recebeu duas indicações para o Oscar por Blow Up - Depois Daquele Beijo e foi premiado com um Oscar honorário pelo conjunto da obra em 1995.

Entre 1960 e 1982 o cineasta foi indicado cinco vezes para o prêmio máximo do Festival de Cinema de Cannes, a Palma de Ouro.

Geoffrey Nowell-Smith, autor de um livro a respeito do filme do cineasta A Aventura (L'avventura), de 1960, descreveu o trabalho de Antonioni como produções que convidam à "concentração, como a boa música" e lembrou a morte do cineasta sueco Ingmar Bergman, também na segunda-feira.

"Dois dos grandes em dois dias. É a última ligação com os grandiosos tempos do cinema de arte europeu", disse.

Antonioni nasceu em 1912, na cidade de Ferrara, no norte da Itália. Ele começou como crítico de cinema, criticando ferozmente as comédias italianas da década de 30.

Na década de 40 ele se inscreveu na Escola Nacional de Cinema da Itália e logo começou a trabalhar como roteirista, colaborando com diretores como Roberto Rossellini e Enrico Fulchignoni.

O primeiro filme de Antonioni foi Crimes da Alma (Cronaca di un Amore), em 1950. Mas o reconhecimento internacional viria em 1960, com A Aventura, que ganhou o Prêmio da Crítica do Festival de Cannes.

Richard Mowe, roteirista e um dos diretores do Festival de Cinema Italiano na Grã-Bretanha, disse que Antonioni realizou filmes que "saíram das formas convencionais de expressão".

"Ele inventou sua própria linguagem de cinema - e isso o transformou (em um cineasta) muito, muito criativo. Ele não devia nada a ninguém. Era totalmente original", disse.

Em 1966 Antonioni assinou um contrato para produzir uma trilogia de filmes para o mercado de língua inglesa, com o lendário produtor de cinema italiano Carlo Ponti.

O primeiro foi o histórico Blow Up - Depois Daquele Beijo, no qual um fotógrafo acredita que captou um assassinato em uma de suas fotos.

Filmado em Londres e estrelado por David Hemmings e Vanessa Redgrave, foi um dos maiores sucessos internacionais de Antonioni.

Também aclamado internacionalmente foi o longa Zabriskie Point, filmado nos Estados Unidos em 1970 e que mostra o movimento de contracultura naquele país.

Em 1975 Antonioni filmou o terceiro longa, Profissão: Repórter, com Jack Nicholson interpretando um jornalista na África.

O crítico de cinema britânico Kim Newman chamou Antonioni de "um importante e fascinante cineasta".

Segundo o crítico, os melhores filmes do cineasta mostravam como "era terrível a Itália no pós-guerra, e como as pessoas tinham ficado superficiais e banais".

"Mas os filmes são tão belos e as pessoas neles tão bonitas, que não dá para evitar, você pensa que seria muito bem ser alienado, infeliz e apaixonado como elas", disse.

Em 1985, o diretor sofreu um derrame cerebral que o deixou parcialmente paralisado. Mas ele continuou trabalhando.

"Filmar, para mim, é viver", disse Antonioni.

Seu último trabalho em 2004 foi A Perigosa Linha das Coisas, um dos três curtas que formavam o filme Eros, um longa que tratava do erotismo. Além de Antonioni, também dirigiram curtas para esta trilogia Steven Sodeberg e Wong Kar-Wai.

O corpo do cineasta será velado na Sala della Protomoteca, na prefeitura de Roma, e será sepultado em uma cerimônia em Ferrara, nesta quinta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos