Depois de advogados, Britney perde empresários

Os empresários da cantora Britney Spears anunciaram nesta terça-feira o cancelamento do contrato que haviam assinado com a artista americana há um mês.

"Nós terminamos nossa relação profissional com Britney Spears", afirmou em comunicado a empresa The Firm, com sede em Los Angeles.

"Nós acreditamos em seu talento, mas as circunstâncias atuais nos impediram de realizar o nosso trabalho de forma adequada", acrescentou a empresa.

Britney contratou os serviços da empresa quando decidiu voltar à cena musical e fazer um novo álbum, que deve ser lançado nos Estados Unidos no dia 13 de novembro. Além de ter perdido o contrato com os empresários, a cantora também ficou sem a advogada que a representava na batalha judicial contra o ex-marido, Kevin Federline, pela custódia de seus dois filhos. Laura Wasser, que atuou judicialmente em nome de Britney até a segunda-feira, disse que ela estaria em "excelentes mãos" com os seus novos advogados.

Nenhuma explicação foi dada para a mudança.

Um ex-guarda-costas da cantora, que havia se oferecido para depor numa audiência em Los Angeles nesta segunda-feira sobre o comportamento de Britney na presença de seus filhos, não conseguiu testemunhar.

Tony Barretto compareceu ao tribunal, mas não pode depor antes de os advogados se reunirem para uma sessão fechada.

A advogada de Barretto, Gloria Allred, disse que seu cliente "estava disposto a dar evidências sobre ocorrências de nudez, uso de drogas questões de segurança envolvendo as crianças".

Barretto foi empregado pela cantora em março, quando ela deixou uma clínica de reabilitação, mas foi demitido dois meses depois.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos