Americana é condenada por matar grávida para roubar bebê

Uma americana acusada de ter assassinado uma mulher grávida e roubado seu bebê, que ainda estava no útero, foi considerada culpada pelo júri de um tribunal em Kansas City, no Estado americano do Missouri, nesta segunda-feira.

Lisa Montgomery, de 39 anos, foi condenada pelo crime de seqüestro seguido de morte. Os jurados rejeitaram a argumentação da defesa, que alegava insanidade.

Os promotores vão buscar a pena de morte para Montgomery.

O crime aconteceu em 2004. Bobbie Jo Stinnet, então com oito meses de gravidez, foi atacada em sua casa. Montgomery estrangulou Stinnet e usou uma faca de cozinha para retirar o bebê, uma menina, do útero da mãe.

A menina, Victoria Jo Stinnett, sobreviveu e foi posteriormente devolvida ao pai, Zeb.

Montgomery conheceu Stinnett, de 23 anos, em abril de 2004, em uma exposição de cães.

Em dezembro do mesmo ano, sabendo da gravidez de Stinnett, ela criou um falso perfil na Internet, no qual fingia estar interessada na compra de um filhote oferecido pela gestante. Montgomery marcou, então, um encontro na casa dos Stinnett, na cidade de Skidmore, no Missouri.

Segundo o testemunho de um médico, Stinnett provavelmente ainda estava viva quando Montgomery abriu seu ventre para retirar o bebê e há indícios de que lutou contra a agressora.

Montgomery foi presa no mesmo dia do crime, depois de passar a manhã exibindo a menina como sua própria filha na cidade onde morava, Melvern, no Kansas.

Os advogados de defesa argumentaram que Montgomery sofria de estresse pós-traumático por causa dos abusos "mentais, físicos e sexuais" sofridos durante a infância. Segundo a defesa, a ré sofria de pseudociese, transtorno que leva a paciente a acreditar que está grávida.

No entanto, os promotores rejeitaram essa alegação. Segundo a promotoria, Montogmery, que vinha dizendo a amigos e familiares que estava grávida, matou Stinnett em um "ato de desespero", diante das ameaças de seu ex-marido, Carl Boman, de revelar suas mentiras e, com isso, ganhar a guarda de dois dos seus quatro filhos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos