Vaticano introduz remuneração por mérito para funcionários

O Vaticano decidiu dar recompensas financeiras para os seus funcionários laicos mais dedicados.

Em uma declaração divulgada em sua página, o Vaticano afirma que introduzirá o novo sistema prevendo remunerações por mérito no dia 1º de janeiro. "Com esta novidade introduzimos no sistema de pagamento do Vaticano um elemento de incentivo e de remuneração que leva em conta fatores como dedicação, profissionalismo, produtividade e integridade", informou o Vaticano em sua página.

A partir de janeiro, autoridades do Vaticano vão avaliar os milhares de funcionários de acordo com os valores citados.

Mais de 4 mil pessoas, de cardeais a faxineiros, trabalham no Vaticano, o menor Estado do Mundo.

O salário básico destas pessoas, segundo informações, pode variar entre 1,1 mil euros (cerca de R$ 2,8 mil) a 2,2 mil euros (cerca de R$ 5,7 mil) por mês.

A remuneração de acordo com o mérito do funcionário poderá necessitar de uma política financeira muito mais cuidadosa e equilibrada para o Vaticano.

Segundo o correspondente da

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos