Líder curdo pede fim de ataques turcos no Iraque

O governo da região curda no norte do Iraque pediu nesta segunda-feira que a Turquia suspenda os ataques contra rebeldes curdos na área de fronteira.

Nos últimos oito dias, a Turquia realizou três ataques aéreos contra o que afirma ser posições dos rebeldes curdos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

O norte do Iraque é uma região curda semi-autônoma, liderada pelo governo regional curdo de Masoud Barzani.

Nesta segunda-feira, Barzani afirmou que está perdendo a paciência com os ataques aéreos da Turquia contra a região. "Não podemos aceitar que nossos vilarejos sejam bombardeados e nosso povo, morto", disse.

"O bombardeio atingiu áreas seguras e pessoas inocentes", acrescentou o líder curdo. "Várias pessoas foram mortas ou feridas." "Consultamos o presidente (iraquiano) Jalal Talabani e vamos continuar nossas consultas com outras partes envolvidas para acabar com estas agressões e encerrar o bombardeio dos vilarejos", concluiu Barzani.

Mortos Até dez pessoas teriam morrido nos ataques dos últimos dias, mas ainda não há confirmação se eram rebeldes ou civis. Outras 2 mil pessoas fugiram das áreas sob ataque.

O presidente do Iraque, Jalal Talabani, que também é curdo, entrou com uma reclamação formal contra a Turquia, mas afirmou que não quer aumentar ainda mais a tensão com o país vizinho.

Barzani e Talabani deram uma entrevista coletiva juntos, na cidade de Suleimaniya, no norte do Iraque, um dia depois de o embaixador americano para o Iraque, Ryan Crocker, ter reafirmado o apoio dos Estados Unidos aos ataques da Turquia.

O governo turco culpa rebeldes do PKK por ataques realizados no país a partir de bases no Iraque.

Em outubro, a Turquia aprovou a realização de operações militares no outro lado da fronteira e criticou o governo do Iraque e as forças americanas, que não estariam evitando ataques do PKK.

A estimativa é de que o PKK - que é considerado uma organização terrorista por Turquia, Estados Unidos e União Européia - tenha mais de 3 mil rebeldes baseados no Iraque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos