'Encontrei a minha própria voz', diz Hillary

Um dia depois de ter se emocionado em público ao falar sobre o desgaste da campanha eleitoral, a senadora Hillary Clinton era só sorrisos ao subir ao palco para seu discurso da vitória na primária democrata do Estado de New Hampshire.

"Quero especialmente agradecer a New Hampshire", disse. "Eu ouvi vocês e, nesse processo, encontrei a minha própria voz." Ao contrário do discurso em tom fúnebre realizado pouco após ter obtido uma decepcionante terceira colocação na prévia de Iowa, na semana passada, o tom do pronunciamento da senadora nesta terça-feira foi emotivo e "para cima". "Eu me senti como se todos nós tivéssemos falado do coração." "Esta campanha vai transformar a América", disse, arrancando fortes aplausos da platéia. E ainda acrescentou que quer oferecer aos Estados Unidos "a mesma virada que New Hampshire ofereceu a mim".

Agradecimentos Contrariando a tendência dos últimos dias da campanha de New Hampshire, quando atacou seu principal rival, Barack Obama, por sua suposta inexperiência, Hillary chegou a louvar seus adversários, agradecendo aos candidatos Joseph Bidden e Chris Dodd, que abandonaram a disputa, mas também ao governador Bill Richardson, ao ex-senador John Edwards, que tem sido um crítico contumaz de sua candidatura, e ao próprio Obama.

No discurso de Iowa, Hillary subiu palco tendo ao fundo o marido, o ex-presidente Bill Clinton. Desta vez, o ex-presidente americano ficou na lateral, deixando os holofotes para a ex-primeira dama.

Recentemente, muitos vinham criticando a forte participação de Bill Clinton na campanha, argumentando que ele dera declarações infelizes e que sua presença acabava servindo à candidatura de Obama.

O candidato rival vinha dando declarações dizendo que o casal Clinton representava a política do passado, ao passo que ele, Obama, seria a encarnação da mudança.

Hillary se apropriou do discurso pró-mudança do adversário, mas adaptou-o, acrescentando a sua experiência à equação. A frase que muitos manifestantes vêm exibindo em cartazes de sua campanha é simbólica: "Hillary Clinton - Pronta para a Mudança".

Jovens Além de pegar emprestado o discurso do rival, Hillary também deu sinais de que pretende cooptar a base eleitoral de Obama, que tem forte apoio entre os jovens.

No comício desta terça, a senadora estava predominantemente rodeada de jovens, a despeito de a maior parte de seus eleitores serem pessoas mais velhas.

A senadora não esqueceu de agradecer "aos jovens que saíram para votar" e destacou que um dos problemas atuais dos Estados Unidos é que muitos jovens não têm condições de pagar para ir à universidade.

A senadora deixou claro que a campanha não pode hesitar e precisará seguir trabalhando forte para colher novos resultados positivos, logo após a festa desta terça. "Vamos nos levantar, arregaçar as mangas e continuar."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos