Nasa quer 'mundo virtual' para achar novos funcionários

A Nasa (a agência espacial americana) está analisando a possibilidade de desenvolvimento de um grande jogo de realidade virtual on-line, com múltiplos jogadores.

O mundo virtual estaria voltado para estudantes e iria "simular missões reais científicas e de engenharia da Nasa". A agência já publicou um "pedido de informações" para organizações interessadas no desenvolvimento da nova plataforma.

A agência acredita que o jogo iria ajudar a encontrar a próxima geração de cientistas e engenheiros necessários para alcançar sua "visão para a exploração do espaço".

"Um ambiente de jogos de alta qualidade é um elemento vital na estrutura cibernética e educacional da Nasa", afirma o pedido de informações da Nasa.

"O jogo on-line vai abrir oportunidades de carreira de uma forma muito mais profunda do que apenas com leitura e tomando apenas uma parte do tempo e custo necessários para um programa de estágios." Missão espacial Esta última proposta foi publicada pelo Escritório de Projetos de Tecnologia em Aprendizado da Nasa, que dá apoio e desenvolve projetos educacionais para promover ciência e tecnologia. A agência pediu uma resposta à sua proposta até o dia 15 de fevereiro.

"Mundos virtuais com simulações cientificamente precisas podem permitir aos alunos lidarem com reações químicas em células vivas, treinar reparos em equipamentos caros e experimentar a microgravidade", afirmou a proposta.

Outras organizações, como as Forças Armadas dos Estados Unidos, já usam jogos on-line como uma ferramenta de recrutamento.

O Exército americano, por exemplo, introduz os jogadores aos "Sete Valores Centrais do Exército" e, atualmente, alega ter um dos jogos de computador "mais populares do mundo".

Second Life A Nasa já marca presença no mundo virtual: é dona de uma ilha no mundo virtual Second Life, onde pessoas e grupos que têm interesse no programa espacial da agência podem se reunir, discutir idéias e realizar experiências.

O CoLab, como a ilha é chamada, foi criada por cientistas no Centro de Pesquisas Ames da Nasa em San Francisco.

A agência espera que o ambiente possa permitir que o público participe de missões virtuais no futuro.

"Estamos trabalhando muito na Nasa para criar oportunidades para o que eu chamaria de exploração participativa", disse o diretor de projeto, Simon Worden.

"Estamos analisando como esta ilha pode ser um portal para que todos participem de missões espaciais. Quando a próxima pessoa pisar na superfície da Lua na próxima década, seu avatar poderá estar com ele", disse Worden durante uma conferência em 2007.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos