Aparência de famosas pressiona mães comuns, diz estudo

As imagens das celebridades que tiveram filhos e se mantiveram em forma e esbeltas após a gravidez pressionam as mães comuns, indica uma pesquisa realizada na Grã-Bretanha e divulgada nesta quinta-feira.

A pesquisa entrevistou 8,5 mil mulheres e aponta que 68% das entrevistadas se sentem pressionadas a manter uma aparência impecável enquanto lidam com as questões da família e da vida profissional por causa da aparência sempre "perfeita" das mães famosas.

Segundo a pesquisa, entre as celebridades que mais "incomodam" as mães comuns estão Victoria Beckham (42%), Angelina Jolie (11%) e Madonna (9%).

O levantamento revela ainda que a pressão exercida pela aparência das celebridades "pressiona" 81% das mulheres a se manter belas e sexualmente atraentes para os parceiros, enquanto 37% dizem que a pressão exercida pelas mães famosas está relacionada com o sucesso na carreira profissional.

Além disso, entre as entrevistadas, 67% afirmaram que acreditam que, em público, são vistas apenas como mães, e não como mulheres, e cerca de 30% dizem acreditar que os homens pararam de prestar atenção nelas desde que tiveram filhos.

"Quando a sociedade começa a colocar visões pouco realistas sobre como uma mãe deve aparentar, não apenas deixa as mulheres desiludidas com suas próprias vidas, mas também pode levar os parceiros, a família e os amigos a desprezar as mães que não atingem estas expectativas irreais", diz o psicólogo David Moxon.

"A idéia das mães esbeltas está fazendo com que as mães comuns se sintam inferiores", diz a pesquisa, encomendada pela empresa de cosméticos Nivea. Alimentação e meio ambiente A sondagem revela ainda que as pressões exercidas pelas celebridades nas mães comuns vão além da aparência física.

Entre as mulheres entrevistadas, 75% dizem que os chefs famosos, como o britânico Jamie Oliver, as pressionam com relação à alimentação mais adequada para seus filhos.

Outro dado levantado pela pesquisa indica que a pressão por levar um modo de vida ecologicamente correto preocupa 50% das entrevistadas. Segundo a sondagem, a pressão por reciclar e buscar produtos locais, cujo transporte não prejudica o meio ambiente, é sentida pela metade das mães entrevistadas. A pesquisa analisou ainda a impressão geral sobre o tempo disponível para as mães realizarem atividades pessoais.

Uma sondagem paralela, também comendada pela Nivea e realizada pelo instituto de pesquisas britânico YouGov, entrevistou cerca de 2 mil pessoas e apontou que 87% dizem acreditar que as mulheres têm tempo suficiente para se concentrar nelas mesmas depois de ter filhos. No entanto, entre as mães entrevistadas na pesquisa anterior, 89% afirmaram que não têm tempo para se concentrar na aparência física.

A sondagem realizada pelo YouGov indica também que 33% dos jovens entre 18 e 24 anos avaliam que as suas mães não mantêm o contato que deveriam com os amigos e 28% afirmaram que as mães não cultivam interesses além das tarefas domésticas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos