Japonês é punido por acessar sites pornô 780 mil vezes no trabalho

BBC Brasil

Um funcionário público foi rebaixado no Japão após uma investigação ter revelado que ele acessou, no trabalho, sites pornográficos 780 mil vezes num período de nove meses.

Seus hábitos foram descobertos depois que seu computador foi infectado por um vírus. O homem, de 57 anos, teve a identidade preservada. Ele trabalha para um conselho municipal da cidade de Kinokawa, no sul do Japão.

O funcionário não perdeu o trabalho, mas foi rebaixado de cargo e terá um corte em seu salário ao equivalente a R$ 315 por mês.

A investigação revelou que, apesar de ir todos os dias ao escritório, o funcionário não era muito produtivo.

Sua mania chegou ao extremo em julho do ano passado quando ele surfou em sites pornográficos mais de 177 mil vezes. Isso é o equivalente a quase 10 mil cliques por dia ou a mais de 20 por minuto.

Uma autoridade do conselho municipal disse que ninguém havia percebido a mania obsessiva do funcionário porque sua mesa fica separada da dos demais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos