Índia planeja contruir 'Estátua da Liberdade' própria

O governo do Estado indiano de Maharashtra declarou que planeja contruir uma estátua em frente à costa de Mumbai para competir com a Estátua da Liberdade, de Nova York.

A estátua será do rei guerreiro maratha Shivaji, considerado um herói em Maharashtra por ter desafiado as forças britânicas e do Império Mugal.

A estátua será erguida em uma ilha artificial a ser construída, que vai incluir ainda uma biblioteca, um museu e um anfiteatro.

Críticos afirmam que, ao custo de US$ 4,5 milhões, o projeto é muito caro. Eles afirmam que o governo do Estado tem preocupações mais importantes como a crise de alimentos, água e energia, além do alto nível de suicídio entre os fazendeiros da região. Os planos também foram descritos como uma tentativa de conquistar apoio local para as eleições do ano que vem, já que o rei é cultuado na região.

Vishal Dhage, um representante do governo local, disse que a estátua teria altura semelhante à da Estátua da Liberdade que, com a base, mede 92,96 metros.

Segundo Dhage, o governo vem planejando a construção da estátua há mais de três anos e um comitê selecionou o local em frente à Marine Drive, uma região conhecida como o Colar da Rainha por conta da iluminação das ruas.

Os detalhes da construção da ilha ainda têm que ser definidos, mas o ministro chefe Vilasrao visitou o local na segunda-feira e reiterou as promessas de que a estátua seria eventualmente erguida.

O ministro afirmou que, quando pronta, a estátua seria um importante ponto turístico com shows de luzes e sons explicando a importância do rei guerreiro.

Representantes do governo disseram que a estátua será feita em bronze e deverá ser construída por um escultor especializado em estátuas do rei Shivaji.

Herói Há várias estátuas de Shivaji montado a cavalo empunhando uma espada em locais importantes de Mumbai, a capital financeira e da indústria do cinema indiano.

O rei é um ícone adotado pelo grupo militante direitista Shiv Sena, de Maharashtra, que defende a maior promoção de direitos para os "locais" no Estado, em vez dos "forasteiros".

Shivaji reinou entre 1674 e 1680, e suas ações contra o exército Mogul fizeram dele um herói em vida e uma entidade no oeste da Índia após sua morte.

Seu exército - muito menor do que os de seus inimigos - era conhecido por usar táticas de guerrilha. O rei construiu centenas de fortes no Estado, inclusive no mar.

Com a morte de Shivaji, a influência do Estado foi reduzida drasticamente no oeste da Índia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos