ONU decide aumentar missão de paz no Congo

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) decidiu em votação enviar mais 3 mil homens para a República Democrática do Congo após novos confrontos no leste do país.

Com o aumento, a força de paz no Congo - que já era a maior da ONU - passará a ter cerca de 20 mil homens.

No entanto, segundo correspondentes, diplomatas admitem que não sabem de onde as tropas virão ou quando serão enviadas.

Confrontos entre o Exército do Congo e rebeldes criaram uma crise humana no país.

Cerca de 250 mil pessoas foram forçadas a abandonar suas casas nos últimos meses.

Retirada Os rebeldes, liderados pelo general Laurent Nkunda, se retiraram de posições ao norte da cidade de Goma na quarta-feira para permitir que suprimentos de emergência fossem distribuídos.

A retirada ocorreu após várias semanas de embates violentos e sucedeu negociações com o enviado da ONU, Olusegun Obasanjo, no fim de semana.

A correspondente da BBC na ONU, Laura Trevelyan, disse que o Conselho de Segurança - que recebeu o pedido para reforço na missão há seis semanas - votou unanimemente para enviar mais 2.785 soldados e 300 policiais.

Trevelyan disse que a missão da ONU para o Congo (Monuc) foi criticada por não ter feito o suficiente para proteger a população contra os rebeldes da etnia tutsi enquanto o Exército do país estava em retirada.

O Conselho de Segurança votou para que as tropas de pazimplementem por completo o seu mandato.

Segundo a correspondente, isso, supostamente, deve deixar claro para os comandos da ONU no Congo que podem usar de todos os meios para garantir a segurança da população.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos