Em Lima, Bush se reúne com Hu Jintao e discute Coréia do Norte

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, se encontrou com o presidente chinês, Hu Jintao, nesta sexta-feira, antes a cúpula anual dos líderes dos países membros do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec, na sigla em inglês), em Lima, no Peru.

Os dois chefes de Estado discutiram o programa nuclear da Coréia do Norte e a crise econômica internacional, segundo informou a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino.

A cúpula da Apec é a última viagem internacional programada de Bush antes que ele deixe a Presidência dos EUA, no próximo dia 20 de janeiro.

Durante a reunião com Hu, Bush discutiu ações para acelerar o processo de desmantelamento do programa nuclear norte-coreano.

Segundo informações, eles planejam uma nova rodada de negociações do chamado grupo dos seis (China, Estados Unidos, Rússia, Japão e Coréias do Norte e do Sul) sobre a questão ainda este ano.

A porta-voz Dana Perino informou que Bush e Hu discutiram modos de impulsionar as verificações sobre as informações fornecidas pela Coréia do Norte a respeito de seu programa nuclear.

Em Lima, o presidente americano ainda deve se encontrar com os líderes da Rússia, Japão e Coréia do Sul, que também fazem parte das negociações.

Em outubro, os Estados Unidos anunciaram a retirada da Coréia do Norte de sua lista de países financiadores de terrorismo.

A medida foi tomada após a Coréia do Norte ter concordado com uma série de medidas de inspeção de suas instalações nucleares.

Crise Bush também quer convencer os membros da Apec a adotarem as medidas para frear a crise econômica acordadas durante o encontro do G20 em Washington, no último dia 15.

Entre as medidas estão a reforma de instituições financeiras como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional e ações para evitar o protecionismo.

Em entrevista em Lima, o presidente chinês Hu Jintao afirmou que o cenário econômico é "amargo", mas que o crescimento da China pode ajudar a manter a estabilidade financeira internacional.

"O firme e relativamente rápido desenvolvimento da China é, em si, uma contribuição para manter a estabilidade financeira internacional", disse o presidente chinês em um encontro com empresários.

Durante o encontro com George W. Bush, os dois líderes também discutiram a retomada das negociações da Rodada Doha de liberalização do comércio mundial, segunda a porta-voz da Casa Branca.

Segundo o correspondente da BBC em Lima, Dan Collyns, a visita de Hu ao país - a primeira de um líder chinês ao Peru - fez sombra à chegada de Bush, em um momento em que China está expandindo suas relações comerciais com o continente latino-americano.

A Apec reúne 21 economias - entre elas, Estados Unidos, China, Japão, Canadá e Coréia do Sul - e é responsável por quase 60% do PIB mundial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos