Explosões matam pelo menos 18 em Bagdá

As explosões de duas bombas em incidentes separados durante a hora do rush matinal mataram pelo menos 18 pessoas nesta segunda-feira na capital do Iraque, Bagdá. A polícia afirmou que pelo menos 13 pessoas morreram na primeira explosão, que atingiu um mini-ônibus que transportava funcionários do Ministério do Comércio para o trabalho. Menos de uma hora depois, aconteceu a segunda explosão, perto de uma das entradas principais para a Zona Verde, a área central fortemente policiada de Bagdá.

O local abriga a sede do governo do país, além de representações estrangeiras. Uma mulher bomba detonou seus explosivos matando cinco pessoas e ferindo dezenas de outras que esperavam em fila para serem revistadas antes de entrar na área. As mulheres vêm sendo cada vez mais usadas em ataques suicidas no Iraque.

Acordo De forma geral, a violência diminuiu no Iraque no último ano, mas nas últimas semanas tem acontecido uma nova onda de ataques no país.

Esta semana, o Parlamento iraquiano deve votar a proposta de pacto formulada pelo governo do Iraque e as Forças Armadas dos Estados Unidos, que prevê a permanência no país das tropas americanas, até 2011. Alguns grupos xiitas já se manifestaram contra o plano, exigindo a saída imediata dos soldados estrangeiros do país.

Na sexta-feira, uma manifestação convocada pelo clérigo xiita Moqtada al Sadr reuniu milhares de pessoas em Bagdá protestando contra a proposta.

Mas correspondentes dizem acreditar que o acordo será aprovado. O documento estipula que os soldados americanos devem se retirar das ruas das cidades iraquianas até meados do próximo ano, e encerrar sua participação militar no país em 2011.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos