Obama promete 'empurrão' para a economia dos EUA

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu nesta segunda-feira a rápida implementação de um pacote para tentar "dar um empurrão" na fragilizada economia americana.

Em uma entrevista coletiva em Chicago, Obama ainda disse que, pelo tamanho da crise econômica, é necessário que os Estados Unidos empreendam ações conjuntas com outros governos.

"Nós faremos o que for necessário para empurrar a economia de volta a seu lugar. Estamos enfrentando uma crise de proporções históricas", afirmou Obama na conferência em que anunciou parte de sua equipe econômica.

Ele, no entanto, se recusou a dar mais detalhes sobre os custos do projeto. Analistas, no entanto, especulam que o pacote poderia custar algo em torno de US$ 700 bihões.

"Nossos mercados financeiros estão sob pressão. Mas, ao mesmo tempo em que não podemos subestimar estes desafios, não podemos subestimar nossa capacidade de superá-los", disse nesta segunda-feira.

Obama deve anunciar mais detalhes do pacote de estímulo nesta terça-feira.

Em um pronunciamento transmitido pelo rádio no último sábado, ele afirmou que pretende criar 2,5 milhões de empregos nos Estados Unidos por meio de investimentos em infra-estrutura.

Equipe Barack Obama, ainda anunciou os nomes que vão integrar a equipe econômica de seu futuro governo, que terá início no próximo dia 20 de janeiro.

De acordo com o presidente eleito, os nomes indicados representam "as melhores mentes dos Estados Unidos" para "guiar" os americanos em meio à forte crise econômica que assola o país.

Entre as principais indicações está a de Timothy Geithner, de 47 anos, que atualmente preside o Federal Reserve (Banco Central) de Nova York e assumirá o Departamento do Tesouro, substituindo o atual secretário, Henry Paulson. Outro nome anunciado por Obama foi o de Lawrence Summers, ex-presidente do Federal Reserve, que será diretor do Conselho Econômico Nacional. Obama anunciou também a indicação da economista Christina Romer, da Universidade da Califórnia, como chefe do Conselho Econômico da Casa Branca, um órgão responsável por compilar dados relativos à economia do país. O quarto nome divulgado pelo presidente eleito americano foi o de Melody Barnes, que comandará o Conselho de Política Doméstica.

O presidente eleito dos EUA afirmou que a equipe começará a trabalhar imediatamente e que "não há tempo a perder".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos