Groenlândia vota por mais autonomia em relação à Dinamarca

Os moradores da Groenlândia votaram a favor de um plano para ter mais autonomia em relação à Dinamarca.

De acordo com os resultados finais do referendo, 75,54% dos eleitores apoiaram o plano, que pode fazer com que a província passe a receber uma parcela maior da renda gerada pela indústria do petróleo.

Com mais autonomia, o local também passa a ter controle das operações da polícia, tribunais, guarda costeira e alguma participação na política externa.

Correspondentes dizem que a votação pode representar um grande passo para a independência da ilha de 57 mil habitantes.

Hans Enoksen, chefe do governo local, agredeceu aos moradores pelo resultado.

"As lágrimas estão correndo pelo meu rosto", disse Enoksen, emocionado.

Seguindo previsões das pesquisas, 23,57% rejeitaram o plano. O comparecimento às urnas foi de 71,96%.

Direitos Cerca de 50 mil moradores da Groenlândia são nativos inuits.

A Groenlândia obteve autonomia em 1979 depois de ter sido colônia da Dinamarca.

Agora, com o resultado da votação, um novo acordo passa a vigorar a partir de junho do ano que vem.

A ilha passará a receber uma parcela maior da renda gerada pela indústria do petróleo, e os moradores passarão a ser tratados como um povo próprio sob o direito internacional. A língua local, conhecida como Kalaallisut, poderia se tornar a língua oficial, substituindo o dinamarquês.

A Groenlândia também passaria a depender menos dos subsídios da Dinamarca, que representam 30% do PIB do território.

Em 1985, a ilha deixou a União Européia para não ter de se submeter às regras impostas à indústria pesqueira do grupo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos