Obama nomeia membros de conselho econômico paralelo

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, indicou nesta quarta-feira dois dos principais integrantes de um conselho econômico que atuará fora das esferas do governo americano.

O anúncio foi feito em uma entrevista coletiva realizada em Chicago, a terceira entrevista seguida concedida pelo futuro presidente americano sobre a economia.

Obama indicou o nome de Paul Volcker, de 81 anos, para o cargo de presidente do Conselho de Recuperação Econômica Presidencial.

O veterano Volcker foi presidente do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) em 1979, uma época em que os Estados Unidos enfrentavam elevada inflação e alto índice de desemprego, e permaneceu à frente da entidade até 1987.

Ao assumir o comando do Fed, ele combateu a escalada inflacionária aumentando as taxas de juros do país, mas a manobra acabou contribuindo para que os Estados Unidos entrassem em recessão.

Especialista Ao anunciar a sua indicação, Obama descreveu Volcker como "um dos maiores especialistas em política econômica em todo o mundo". O conselho econômico contará ainda com Austan Goolsbee, que exercerá a função de diretor do conselho e economista-chefe do órgão. Goolsbee foi um dos principais assessores econômicos de Obama durante a campanha presidencial. Ele também foi responsável por uma das principais gafes da campanha de Obama.

Após se encontrar com representantes do governo canadense, em março, Goolsbee foi criticado pelo comentário que fez sobre as afirmações de Obama de que pretendia revisar os termos do Nafta (Acordo de Livre Comércio da América do Norte).

Na ocasião, o assessor do então candidato disse que as declarações não deveriam ser "tiradas de contexto", e sim vistas "mais como posicionamento político do que uma clara articulação de planos".

Obama disse nesta quarta que Goolsbee é uma das "mais promissoras mentes econômicas dos Estados Unidos" e um dos pensadores econômicos que mais o influenciou.

Mudança O presidente eleito rebateu as críticas de que, ao indicar o veterano Volcker, estaria colocando de lado a sua promessa de campanha de fazer uma administração comprometida com o ideal de mudança.

Obama disse que os dois nomes indicados conciliam "experiência com idéias novas" e acrescentou que o fato de Volcker ter servido na última administração democrata, a de Bill Clinton, não o impede de servir novamente.

O conselho, segundo o presidente eleito, será formado por pessoas com perfis diversificados, que sairão das comunidades empresarial, trabalhista, acadêmica e de outras áreas e oferecerão a sua "sabedoria e conhecimento" na formulação e implementação do plano econômico do novo.

Na última segunda-feira, Obama já havia anunciado os primeiros nomes de sua equipe econômica, incluindo Timothy Geithner para o cargo de secretário do Tesouro e Lawrence Summers como diretor do Conselho Econômico Nacional.

Obama tem dito que está elaborando um plano econômico que criará 2,5 milhões de empregos, mas ainda não especificou os custos aproximados do projeto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos