Polícia de Israel expulsa colonos de casa em Hebron

Policiais israelenses começaram nesta quinta-feira a expulsar cerca de 200 colonos judeus de uma casa que eles se recusavam a abandonar na cidade de Hebron, na Cisjordânia.

Imagens exibidas na televisão israelense mostraram policiais arrastando colonos para fora do sobrado de quatro andares, cuja propriedade está em disputa.

Os colonos alegam que compraram a casa de um palestino por quase US$ 1 milhão, mas ele diz que desistiu do negócio.

A Suprema Corte israelense determinou que os colonos deixassem o local, e agora outro tribunal vai decidir quem de fato é o dono da casa.

Pedradas Centenas de simpatizantes e ativistas foram para o local para manifestar solidariedade aos colonos, que chamam o sobrado de "Casa de Paz".

Para tentar convencê-los a sair, o ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, teve um encontro com os colonos.

Barak disse que a casa ficará sob controle de militares até que a disputa seja resolvida.

Nos últimos dias, os colonos se envolveram em choques com palestinos, que são a maioria da população da cidade. Membros das duas comunidades trocaram pedradas.

Autoridades israelenses temem que a tensão em Hebron possa levar ao aumento da instabilidade em outras partes da Cisjordânia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos