Militantes atacam depósito da Otan no Paquistão

Mais de 100 caminhões com suprimentos para forças ocidentais no Afeganistão foram incendiados no que seria um ataque de militantes no noroeste do Paquistão, segundo informações da polícia.

A polícia afirma que mais de 250 atiradores armados também com foguetes e granadas invadiram dois terminais de transporte usados pelas forças da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte, a aliança de defesa ocidental) em Peshawar na madrugada de domingo.

Segundo informações de um dos locais atacados os atiradores gritavam frases contra os Estados Unidos enquanto incendiavam fileiras de caminhões estacionados, muitos deles contendo equipamentos militares.

"Começou às três horas da manhã. Eram dezenas deles. Eles começaram disparando, usaram foguetes, causando muitos danos. Neste incidente 96 caminhões e seis contêineres foram destruídos. E também jipes blindados, caminhões e veículos de bombeiros. Um de nossos funcionários, que estava no portão, foi atingido por uma bala e morreu", afirmou o gerente do depósito, Kafyatullah Khan.

De acordo com o correspondente da BBC em Cabul Martin Patience, ocorreram vários ataques contra comboios recentemente, mas nenhum deles nesta escala.

Rota Segundo correspondentes, as forças ocidentais no Afeganistão dependem muito da rota de envio de suprimentos que passa nesta região do Paquistão e este ataque ilustra o quanto estas forças podem ser vulneráveis.

"Este terminal é normalmente usado para equipamentos das forças da Otan (...), além de equipamentos para o Exército Nacional Afegão", afirmou Kafyatullah Khan.

Um porta-voz militar americano, tenente-coronel Rumi Nielsen-Green, afirmou que o incidente foi, em termos militares, "insignificante".

"Até o momento não ocorreram perdas significativas ou impacto em nossa missão", afirmou.

Mas, com 300 caminhões cruzando a fronteira todos os dias levando combustível, alimentos e equipamentos, autoridades militares devem ficar preocupadas com uma interrupção como esta, segundo Martin Patience.

Ataques A segurança na fronteira entre Afeganistão e Paquistão piorou em 2008 e soldados realizaram uma ofensiva na região da Passagem de Khyber, perto de Peshawar, para afastar militantes dos arredores da cidade, a principal do noroeste do Paquistão.

Companhias de transporte afirmam que mais de 350 caminhões levam uma média de 7 mil toneladas de mercadorias pela Passagem de Khyber para Cabul, todos os dias.

Quase 75% dos suprimentos das forças da Otan no Afeganistão passam pelo Paquistão, a maioria por Peshawar.

Em novembro militantes saquearam 12 caminhões que levavam veículos Humvees e alimentos, quando estes passavam pela Passagem de Khyber.

E os militantes do Talebã até filmaram a ação, enquanto fugiam com os veículos da Otan.

Segundo o correspondente da BBC na região, Damian Grammaticas, a guerra está empurrando o Talebã cada vez mais para o Paquistão.

Nas últimas semanas, aumentou o número de ataques contra estrangeiros em Peshawar, apesar de a polícia ter aumentado a segurança na cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos