Austrália indicia 19 por pedofilia na internet após alerta do Brasil

A polícia australiana indiciou 19 homens de participar de uma rede internacional de pornografia infantil que teria presença em 70 países.

A investigação foi iniciada depois de um alerta dado pela polícia brasileira em dezembro passado.

As vítimas eram de vários países e suas identidades, em muitos casos, foi difícil de ser estabelecida.

Cerca de 500 mil imagens de abuso de crianças e 15 mil vídeos foram apreendidos. A Polícia Federal Australiana disse que devem ser feitas mais prisões nesta semana.

Alguns dos vídeos apreendidos mostravam vítimas de até um ano de idade. Outras mostravam crianças sofrendo abuso por mais de duas horas.

Policiais qualificaram as imagens como algumas das piores que já viram.

Crianças resgatadas As autoridades australianas disseram que as informações fornecidas pelo Brasil a rede internacional de polícia, Interpol, ajudou a identificar mais de 200 suspeitos em 70 países.

Pelo menos duas crianças foram resgatadas da exposição à rede de pedofilia como resultado da investigação, disse a polícia.

E embora seja difícil identificar as vítimas de abuso, aparentemente a maioria está no leste europeu, e Américas do Norte e do Sul.

Todas as acusações estão relacionadas ao acesso e disponibilização das imagens na internet.

Os homens indiciados enfrentam uma sentença potencial de dez anos de prisão por posse de material ligado a abuso de crianças.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos