Polícia usa canhões d'água contra protesto anti-Israel no Líbano

PROTESTO NO LÍBANO

  • BBC

    Centenas de universitários atiraram pedaços de pau contra a polícia em protesto anti-Israel

  • BBC

    Estudantes tentaram forçar o cordão de isolamento de arame farpado na embaixada dos EUA

Cerca de 500 estudantes universitários atiraram pedaços de pau contra a polícia e tentaram forçar o cordão de isolamento de arame farpado ao redor da embaixada dos Estados Unidos nesta segunda-feira em Beirute, no Líbano.

As tropas de choque voltaram a usar canhões d'água para dispersar a multidão que protestava contra a ofensiva de Israel na faixa de Gaza.

Foi o segundo dia de protestos diante da embaixada americana na capital libanesa.

No domingo, cinco civis e um policial ficaram feridos, depois que a polícia usou canhões d'água para dispersar os cerca de 250 manifestantes.

Na Síria, os protestos anti-Israel reuniram cerca de 5 mil pessoas em Damasco.

Os manifestantes queimaram imagens do presidente americano, George W. Bush, e da ministra do Exterior israelense, Tzipi Livni.

A incursão israelense em Gaza já dura dez dias e deixou mais de 500 mortos, incluindo cerca de 200 civis, de acordo com o Ministério da Saúde palestino.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos