Angola fecha fronteira para evitar surto de ebola

O governo de Angola anunciou o fechamento de parte de sua fronteira com a República Democrática do Congo para impedir que um surto do vírus ebola se espalhe para o território angolano.

Segundo a agência de notícias estatal Angop, todo o movimento de pessoas e comércio entre a província de Lunda Norte, no nordeste do país, e o território congolês foi suspenso.

Em Lunda Norte, há uma grande concentração de garimpos.

O ministro da Saúde de Angola, José Van-Dúnem, disse que o governo deverá alertar a população sobre como prevenir a infecção.

As medidas preventivas deverão se estender às províncias de Moxico, Malanje, Uíge e Lunda Sul.

Segundo Van-Dénum, cerca de 40 casos de ebola, que causaram 13 mortes, foram detectados nos últimos dois meses na República Democrática do Congo.

Este é o quarto surto de ebola no Congo desde 1976. O primeiro caso suspeito foi notificado no dia 27 de novembro de 2008 e confirmado no dia 16 de dezembro, de acordo com a Angop.

A doença, altamente infecciosa, causa febre, vômito, diarréia e sangramento interno e externo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos