UE: Rússia deve retomar envio de gás na terça-feira

A Rússia prometeu retomar o fornecimento de gás à Europa por meio de gasodutos que passam pela Ucrânia a partir da manhã de terça-feira, disse nesta segunda-feira a presidência da União Européia. A Rússia cortou o suprimento de gás para a Ucrânia no dia 1 de janeiro. De acordo com o comunicado divulgado pela presidência checa da UE, a promessa do governo russo foi feita depois da assinatura de um acordo sobre o monitoramento do fornecimento de gás vindo da Rússia. "Depois de assinar o acordo, o lado russo prometeu que reiniciará o fornecimento, se não houver obstáculos, na manhã de terça-feira", disse Martin Ríman, ministro checo da Indústria e Comércio. A Gazprom, empresa de gás russa, afirmou que o retorno completo do abastecimento pode levar algum tempo. Corte Centenas de milhares de pessoas foram afetadas pelo corte de gás e ficaram sem aquecimento na Europa - que atravessa um rigoroso inverno - por conta da disputa entre Rússia e Ucrânia sobre o gás. A Rússia acusava a Ucrânia de estar roubando parte do gás enviado para a Europa e de dever dinheiro. A Ucrânia nega as acusações. Os dois governos ainda discutem o preço a ser pago pela Ucrânia pelo gás russo, e o preço a ser pago pela Rússia pelo uso dos gasodutos ucranianos. A União Européia importa um quarto de seu gás da Rússia, e 80% deste volume passa pela Ucrânia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos