Parlamento aprova reeleição ilimitada para Chávez

A Assembléia Nacional da Venezuela aprovou por maioria esmagadora uma proposta de emenda constitucional que permitirá que o presidente Hugo Chávez concorra à reeleição sem limite de mandatos. O atual mandato de Chávez, seu segundo, deve terminar em 2012.

A emenda também suspende as restrições ao número de vezes que políticos locais podem concorrer à reeleição.

A proposta vai agora para o Conselho Nacional Eleitoral, que tem 30 dias para convocar um referendo sobre a matéria.

O resultado da votação era esperado já que a casa legislativa é controlada pelo Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), de situação. O correspondente da BBC na capital, Caracas, Will Grant, disse que foi visto um sinal de oposição à medida dentro da Assembléia - um político levantou uma placa dizendo "Não à ditadura", mas a mensagem logo foi retirada.

A oposição continua argumentando que a votação da quarta-feira foi inconstitucional, já que uma proposta semelhante para reeleição ilimitada foi votada em dezembro de 2007 e rejeitada.

Chávez e seus partidários rejeitam o argumento, dizendo que sua continuação no governo é necessária para garantir o futuro da revolução socialista no país.

A velocidade com que a campanha pela emenda foi feita é surpreendente, disse Grant. Mal passaram dois meses entre o anúncio original de Chávez de que buscaria a reeleição ilimitada e a aprovação da proposta pela Assembléia Nacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos