Japoneses estudam inglês com discursos de Obama

Um livro didático com discursos do presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, tornou-se um sucesso de vendas no Japão e está sendo usado pelos japoneses para estudar inglês.

O livro didático de inglês Os Discursos de Barack Obama, editado pela Asahi Press, figura na lista dos mais vendidos do site Amazon do Japão.

Em dois meses, desde o lançamento no mercado, já foram comercializadas mais de 400 mil cópias. Os best-sellers japoneses costumam vender pouco mais de um milhão de exemplares por ano.

Segundo Yuzo Yamamoto, o editor responsável pela produção do livro didático, os discursos de presidentes e de candidatos ao cargo são ótimas ferramentas para se aprender inglês porque, em geral, o conteúdo é bom e o vocabulário é fácil.

"Os discursos de Obama, especialmente, são empolgantes e ele usa palavras simples, que os japoneses memorizam com facilidade", explicou Yamamoto à BBC Brasil, ao citar como exemplos os termos comumente usados pelo novo presidente americano: 'yes, we can' (sim, nós podemos), 'change' (mudança) e 'hope' (esperança).

Mas o editor lembra que o público consumidor não é necessariamente um estudante de inglês. "Muitos compram o livro interessados apenas no conteúdo dos discursos", diz.

Leitores
Os Discursos de Barack Obama tem 95 páginas, custa cerca de 12 dólares e traz os principais discursos do atual presidente norte-americano, desde a Convenção Nacional dos Democratas, em 2004. Os textos acompanham tradução para o japonês e um CD com as gravações dos discursos.

Yamamoto conta que, desde que o produto chegou às livrarias, muitos leitores escreveram contando que, ao ouvir os discursos de Obama, ficaram emocionados e choraram, mesmo sem entender direito o que ele estava dizendo.

"Eles se questionam por que no Japão não há um líder que transmita tanta esperança e confiança quanto Obama", conta.

Outro sucesso de vendas no Japão é uma máscara de borracha de Obama. Desde o final do ano passado, a Ogawa Studios, fábrica localizada na cidade de Saitama, no subúrbio de Tóquio, intensificou a produção.
Até agora, a empresa calcula que já vendeu mais de seis mil unidades. Quando Hirohisa Ogawa, de 60 anos, presidente da empresa, teve a idéia de criar o produto, ele não imaginava que ela faria tanto sucesso no Japão. "Desde novembro, quando lançamos a peça, as vendas não param", comemora.

Ele contou à BBC Brasil que nenhum outro político até agora fez tanto sucesso quanto Obama.

"O ex-primeiro-ministro Junichiro Koizumi vendeu bastante, assim como (o atual premiê) Taro Aso, mas não chegaram a mil unidades por mês", compara.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos