Líder de cartel mexicano é recapturado

Presidente do México, Enrique Peña Nieto, anuncia prisão de El Chapo. Traficante protagonizou fuga espetacular de um presídio de segurança máxima em julho passado, através de um túnel.

O traficante Joaquín "El Chapo" Guzmán, líder do cartel de Sinaloa, no México, foi recapturado pelas autoridades mexicanas, anunciou nesta sexta-feira (08/01) o presidente Enrique Peña Nieto. El Chapo estava foragido desde julho de 2015, quando escapou da prisão.

"Missão cumprida: nós o temos. Quero informar aos mexicanos que Joaquín Guzmán Loera foi detido", disse Peña Nieto no Twitter, sem dar mais detalhes. Agências de notícias afirmam que ele foi encontrado na cidade de Los Mochis, em seu estado natal, Sinaloa.

"Meu agradecimento ao Gabinete de Segurança do Governo da República por esta importante conquista para o Estado de Direito do México", afirmou o presidente numa segunda postagem na rede social.

A captura é uma vitória para o presidente mexicano. O criminoso estava na lista dos mais procurados pelo México e pelo DEA, órgão do Departamento de Justiça americano para o combate às drogas. Após a fuga, os Estados Unidos passaram a ajudar o país vizinho a encontrar El Chapo, oferecendo uma recompensa milionária por pistas.

Fuga espetacular

Em 11 de julho de 2015, El Chapo, de 58 anos, fugiu da penitenciária de segurança máxima de Altiplano, na região central do país, por um túnel cavado no chuveiro de sua cela. O caso ganhou destaque internacional.

O túnel, que teria sido construído em um ano, possuía cerca de 1,5 quilômetro de extensão, além de sistemas de ventilação e iluminação. Uma motocicleta adaptada sobre trilhos teria sido usada para transportar as ferramentas e máquinas necessárias para a escavação.

Aparentemente, nenhum dos funcionários do presídio teria percebido a movimentação. As investigações das autoridades mexicanas, porém, levaram à prisão mais de uma dezena de funcionários do presídio que estariam envolvidos na ação.

Essa foi a segunda fuga de El Chapo. Líder do cartel de Sinaloa desde 1989, ele foi preso pela primeira vez em 1993, na Guatemala. Oito anos depois, conseguiu fugir da penitenciária de Puente Grande a bordo de um caminhão de limpeza, com a ajuda de funcionários. Foi capturado novamente em fevereiro de 2014, em Mazatlán, Sinaloa.

EK/dpa/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos