Os grandes vencedores do Globo de Ouro

Martin Kuebler (ek)

"O regresso" e "Perdido em Marte" são escolhidos os melhores filmes do ano, na festa que dá início à temporada de premiações de Hollywood. Lady Gaga e Stallone são laureados, e Wagner Moura perde para astro de 'Mad men'.

Nas categorias de melhor filme, O regresso e Perdido em Marte foram os grandes vencedores da 73ª edição do Globo de Ouro, realizada em Los Angeles neste domingo (10/01). Os atores Leonardo DiCaprio e Matt Damon - protagonistas dos longas, respectivamente - também foram laureados por seus papéis. O regresso ainda rendeu o prêmio de melhor diretor a Alejandro González Iñárritu.

Brie Larson levou seu primeiro Globo de Ouro pela atuação em O quarto de Jack, enquanto Jennifer Lawrence voltou com o prêmio para casa pela terceira vez, por ter vivido a inventora do "esfregão mágico" Miracle Top em Joy: O nome do sucesso - a atriz conseguiu, inclusive, terminar a noite sem tropeçar, algo que tem se tornado comum em premiações.

Apesar de ter recebido cinco indicações, o romance Carol, estrelado por Cate Blanchett, não venceu nenhuma categoria. O mesmo fim teve outra aposta da noite: Spotlight - Segredos revelados, sobre os jornalistas do diário americano Boston Globe que noticiaram um caso de abuso sexual dentro da Igreja Católica.

A edição deste ano foi marcada por estreias, e não apenas para os novatos. O veterano Sylvester Stallone ganhou o primeiro grande prêmio da carreira de ator pelo filme Creed: Nascido para lutar, sendo ovacionado de pé. Ele, que voltou a interpretar o famoso Rocky Balboa, encarnado pela primeira vez em Rocky: Um lutador (1976), não poupou agradecimentos ao personagem: "O melhor amigo imaginário que eu já tive".

A cantora Lady Gaga, vencedora do Grammy, também levou para casa seu primeiro Globo de Ouro, pela atuação na série televisiva American Horror Story: Hotel. "Eu quis ser atriz antes de desejar ser cantora, mas a música deu certo primeiro", disse ela, claramente comovida. "Esse é um dos melhores momentos da minha vida."

Agora, foi dada oficialmente a largada à temporada de premiações em Hollywood. As vitórias do Globo de Ouro costumam ser um bom termômetro para as indicações do Oscar, que serão anunciadas nesta quinta-feira. A cerimônia está marcada para 28 de fevereiro.

Basta adicionar álcool

Com um copo de cerveja na mão e um humor sarcástico afiado, o apresentador Ricky Gervais deu à premiação um início promissor com uma série de piadas. Alguns dos alvos foram a emissora NBC, que não teve indicações nesta edição, a Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood, que organiza o Globo de Ouro, e o ator Sean Penn.

"Quero terminar este discurso e me esconder. Nem mesmo Sean Penn vai me encontrar. Dedo duro", disse Gervais, referindo-se à entrevista de Penn com o narcotraficante mexicano Joaquín "El Chapo" Guzmán, então foragido, à revista Rolling Stone americana.

Gervais, famoso por distribuir ofensas com seu humor ácido, chegou a afirmar que não voltaria a apresentar o Globo de Ouro após sua última vez como anfitrião em 2012. O ator, porém, esteve de volta em boa forma neste domingo, mesmo tendo prometido que iria "se comportar".

"Eu mudei", disse ele no início do evento. "Não tanto quanto Bruce Jenner, obviamente. Agora Caitlyn Jenner", continuou Gervais, citando a ex-atleta olímpica que se submeteu a um processo de transição de gênero em 2015.

Algumas de suas ironias podem ter funcionado melhor que outras, mas seu retorno foi um sucesso e equiparável à apresentação das anfitriãs anteriores, Tina Fey e Amy Poehler.

Um momento delicado foi quando Mel Gibson subiu ao palco para anunciar um dos prêmios. A introdução de Gervais ao ator foi fortemente criticada, e uma piada, em seguida, tentou consertar a situação: "Prefiro tomar um drink com Mel em seu quarto de hotel do que com Bill Cosby". Cosby, ator veterano em comédias, tem sido investigado há anos por abuso sexual.

Com clima bastante descontraído - bebidas alcoólicas são distribuídas livremente durante todo o evento -, a premiação contou com apresentações bem interessantes. Jennifer Lawrance e Amy Schumer, por exemplo, pareciam estar gostando dos holofotes.

O homenageado deste ano com o Cecil B. DeMille, prêmio honorário por contribuição ao cinema, foi Denzel Washington. O ator, que subiu ao palco acompanhado da família, agradeceu à Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood pelo apoio, lembrou emocionado de sua mãe e encerrou o discurso após não conseguir ler o papel por ter esquecido os óculos.

Os melhores da TV

Quem levou o prêmio de melhor série de drama foi Mr. Robot, sobre um especialista em segurança digital com problemas de ansiedade social. A trama derrotou favoritos como Game of Thrones e Empire - mas a protagonista dessa última série, Taraji P. Henson, foi devidamente reconhecida pela personagem Cookie Lyon.

Mozart in the junglefoi a vencedora na categoria de melhor série de comédia ou musical, e o ator mexicano Gael García Bernal também foi honrado por seu papel no seriado.

A maior expectativa dos brasileiros era em torno de Wagner Moura, que concorria ao prêmio de melhor ator em série dramática por viver o traficante colombiano Pablo Escobar em Narcos. Mas quem levou a melhor na categoria foi John Ham, astro da sérieMad men, que chegou ao fim em 2015.

Abaixo, em negrito, os vencedores do Globo de Ouro 2016:

Melhor filme de drama:

Carol

Mad Max: Estrada da fúria

O regresso

O quarto de Jack

Spotlight - Segredos revelados

Melhor filme de comédia ou musical:

A grande aposta

Joy: O nome do sucesso

Perdido em Marte

A espiã que sabia de menos

Descompensada

Melhor diretor:

Todd Haynes (Carol)

Alejandro Iñarritu (O regresso)

Tom McCarthy (Spotlight - Segredos revelados)

George Miller (Mad Max: Estrada da fúria)

Ridley Scott (Perdido em Marte)

Melhor ator de drama:

Bryan Cranston (Trumbo)

Leonardo DiCaprio (O regresso)

Michael Fassbender (Steve Jobs)

Eddie Redmayne (A garota dinamarquesa)

Will Smith (Um homem entre gigantes)

Melhor ator de comédia ou musical:

Christian Bale (A grande aposta)

Steve Carell (A grande aposta)

Matt Damon (Perdido em marte)

Al Pacino (Não olhe para trás)

Mark Ruffalo (Sentimentos que curam)

Melhor atriz de drama:

CateBlanchett (Carol)

Brie Larson (O quarto de Jack)

Rooney Mara (Carol)

Saoirse Ronan (Brooklyn)

Alicia Vikander (A garota dinamarquesa)

Melhor atriz de comédia ou musical:

Jennifer Lawrence (Joy: O nome do sucesso)

Melissa McCarthy (A espiã que sabia de menos)

Amy Schumer (Descompensada)

Maggie Smith (A senhora da van)

Lily Tomlin (Grandma)

Melhor ator coadjuvante:

Paul Dano (Love & Mercy)

Idris Elba (Beasts of no nation)

Mark Rylance (Ponte dos espiões)

Michael Shannon (99 Homes)

Sylverster Stallone (Creed: Nascido para lutar)

Melhor atriz coadjuvante:

Jane Fonda (Youth)

Jennifer Jason Leigh (Os 8 odiados)

Helen Mirren (Trumbo)

Alicia Vikander (Ex machina: Instinto artificial)

Kate Winslet (Steve Jobs)

Melhor filme estrangeiro:

The brand new testament (Bélgica/França/Luxemburgo)

The club (Chile)

The fencer (Finlândia/Alemanha/Estônia)

Mustang (França)

Son of Saul (Hungria)

Melhor série de drama:

Empire

Game of thrones

Mr. robot

Narcos

Outlander

Melhor série de comédia ou musical:

Mozart in the jungle

Orange is the new black

Silicon Valley

Transparent

Veep

Melhor minissérie ou filme para TV:

American crime

American horror story: Hotel

Fargo

Flesh & Bone

Wolf hall

Melhor ator em série dramatica:

Wagner Moura (Narcos)

Jon Hamm (Mad men)

Rami Malek (Mr. Robot)

Bob Odenkirk (Better call Saul)

Liev Schreiber (Ray Donovan)

Melhor ator em série de comédia ou musical:

Aziz Ansari (Master of none)

Gael García Bernal (Mozart in the jungle)

Rob Lowe (The grinder)

Patrick Stewart (Blunt talk)

Jeffrey Tambor (Transparent)

Melhor atriz em série dramática:

Caitriona Balfe (Outlander)

Viola Davis (How to get away with murder)

Eva Green (Penny dreadful)

Taraji P. Henson (Empire)

Robin Wright (House of cards)

Melhor atriz em série de comédia ou musical:

Rachel Bloom (Crazy ex-girlfriend)

Jamie Lee Curtis (Scream queens)

Julia Louis-Dreyfus (Veep)

Gina Rodriguez (Jane the virgin)

Lily Tomlin (Grace and Frankie)

Melhor ator em minissérie ou filme para a TV:

Idris Elba (Luther)

Oscar Isaac (Show me a hero)

David Oyelowo (Nightingale)

Mark Rylance (Wolf hall)

Patrick Wilson (Fargo)

Melhor atriz em minissérie ou filme para a TV:

Kirsten Dunst (Fargo)

Lady Gaga (American horror story: Hotel)

Sarah Hay (Flesh & Bone)

Felicity Huffman (American crime)

Queen Latifah (Bessie)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos