Avalanche nos Alpes franceses atinge excursão escolar

Acidente mata duas crianças e um esquiador ucraniano. Grupo estava em pista que havia sido fechada por motivos de segurança após forte nevasca.

Uma avalanche nos Alpes franceses atingiu um grupo de alunos e o professor deles, matando ao menos duas crianças, nesta quarta-feira (13/01). Outras três ficaram gravemente feridas e cinco estão desaparecidas, segundo um balanço provisório das autoridades locais. Além disso, a avalanche também matou um esquiador ucraniano.

Autoridades relataram que a avalanche atingiu um grupo de dez alunos da escola Saint-Exupéry de Lyon e seu professor na estação de esqui de Deux-Alpes, em Isère. Ao menos 60 pessoas, três helicópteros (um deles equipado com câmara térmica) e cães farejadores foram mobilizados para o trabalho de salvamento e buscas, que também procuravam por outras eventuais vítimas.

Quando foram encontrados, quatro dos alunos estavam em parada cardiorrespiratória, e o professor estava inconsciente, divulgou a polícia, confirmando informações da imprensa local. Os feridos com parada cardiorrespiratória foram transportados imediatamente para o hospital de Grenoble - o mesmo que atendeu o piloto alemão Michael Schumacher, em 2013.

Há vários dias as condições para esqui e caminhadas estavam perigosas, devido a fortes nevascas. Autoridades de Isère, Saboia e Alta Saboia tinham recomendado aos esquiadores que evitassem andar fora das pistas. Em Deux-Alpes, o risco de avalanche era de nível três numa escala de cinco.

A pista em que o grupo se encontrava estava classificada como negra, ou seja, com um grau de dificuldade elevado, reservado a esquiadores experientes, e estava fechada ao público devido ao risco de avalanche.

O presidente francês, François Hollande, enviou condolências a pessoas próximas às vítimas da avalanche. Ele disse em comunicado que o ministro da Educação está a caminho de Lyon para "apoiar a comunidade escolar e as famílias."

Desde o início do ano, quatro pessoas morreram em avalanches nos Alpes franceses: dois alpinistas lituanos, em 3 de janeiro, em Alta Saboia, e um esquiador espanhol e outro tcheco, em 5 de janeiro, em Saboia. O acidente desta quarta eleva para sete o total de vítimas.

PV/lusa/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos