Irã liberta marinheiros americanos

Falha no sistema de navegação levou dois barcos dos EUA a entrarem em águas iranianas, afirma a Guarda Revolucionária, que não vê intenção hostil no incidente.

O Irã libertou nesta quarta-feira (13/01) dez marinheiros americanos e seus dois barcos de patrulha depois de uma verificação ter revelado que eles entraram sem querer em águas iranianas, afirmou a Guarda Revolucionária, em comunicado.

Segundo a nota, os militares americanos pediram desculpas pelo incidente e foram levados para águas internacionais. Eles haviam sido interceptados perto da ilha de Farsi, nesta terça-feira, e levados para a ilha pelas forças navais iranianas.

O almirante iraniano Ali Fadavi, que comanda as forças navais da Guarda Revolucionária, disse que uma falha do sistema de navegação levou os barcos americanos a entrarem em águas iranianas e que a invasão não foi hostil ou com fins de espionagem.

O incidente no Golfo Pérsico aconteceu poucos dias antes da esperada implementação final do acordo nuclear fechado entre o Irã e potências internacionais.

AS/afp/rtr/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos