Irã liberta quatro prisioneiros americanos

Liberação do jornalista Jason Rezaian e de outros três irano-americanos ocorre horas antes da entrada em vigor do acordo nuclear alcançado com potências mundiais. Em troca, EUA soltam sete iranianos presos no país.

O Irã anunciou a libertação de quatro prisioneiros iranianos com dupla nacionalidade neste sábado (16/01), dia em que entra em vigor o acordo nuclear histórico alcançado entre o país e seis potências mundiais.

O jornalista irano-americano Jason Rezaian, correspondente do jornal Washington Post em Teerã, e outros três prisioneiros - Saeed Abedini, Amir Hekmati and Nosratollah Khosravi - ganharam a liberdade em troca da liberação de sete iranianos presos nos Estados Unidos. Rezaian, preso em julho de 2014, tinha sido condenado em novembro do ano passado por espionagem.

O acordo nuclear entre o Irã e o chamado Grupo 5+1 - formado por Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia, China e Alemanha - foi assinado em 14 de julho de 2015, depois de quase dois anos de negociações.

O secretário de Estado americano, John Kerry, e o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, anunciam ainda neste sábado em Viena a implementação do acordo.

Em reuniões com representantes dos EUA e da União Europeia, Zarif sugeriu que a Agência Internacional de Energia Atômica, ligada à ONU, certifique-se de que o Irã cumpriu todos os detalhes do acordo. "Todas as sanções opressivas impostas contra o Irã serão anuladas hoje", afirmou.

A retirada das sanções vai permitir um descongelamento automático de 100 bilhões de dólares em ativos iranianos no exterior.

KG/rtr/ap/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos