"Estado Islâmico" confirma morte de Jihadi John

Militante britânico morreu em ataque com drone na Síria em novembro, como havia sido anunciado na época por militares dos Estados Unidos.

O grupo extremista "Estado Islâmico" (EI) confirmou nesta terça-feira (19/01) a morte do jihadista britânico conhecido como Jihadi John, afirmando que ele morreu durante um ataque com drone no reduto da organização extremista em Raqqa, na Síria, em novembro.

Nascido Mohammed Emwazi no Kuwait, Jihadi John era tido como o carrasco do grupo jihadista e apareceu usando uma máscara em vários vídeos de decapitações de reféns ocidentais.

Na sua revista digital, o grupo diz que Emwazi morreu em 12 de novembro de 2015, "quando o carro em que seguia foi alvo de um ataque com drone na cidade de Raqqa, o que destruiu o automóvel e o matou instantaneamente".

Na época, os militares americanos disseram ser "razoavelmente certo" que Emwazi teria sido morto no ataque.

Emwazi nasceu no Kuwait em 1988 e foi levado pela família para o Reino Unido quando tinha 6 anos. Em Londres, ele se formou em programação de computadores.

AS/lusa/afp/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos