BCE diz que pode rever política monetária

Taxas de juros permanecem inalteradas, mas Draghi diz que inflação está abaixo do esperado e sinaliza com mudanças na política monetária da instituição em março.

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse nesta quinta-feira (21/01) que a instituição poderá rever sua política monetária em março, deixando implícita a hipótese de mais estímulos, o que agradou aos mercados.

O BCE "não capitula" e "tem o poder, a vontade e a determinação de agir" para cumprir sua tarefa de impulsionar a inflação na zona do euro, muito baixa com a queda do preço do petróleo, afirmou Draghi em Frankfurt.

"Não há limites para a utilização dos instrumentos de política monetária que estão à disposição do Banco Central", disse. Isso poderá ser demonstrado em março, quando "poderá ser necessário rever e possivelmente reconsiderar a política monetária" do BCE, afirmou.

Em dezembro, o BCE passou para -0,3% a taxa de juros para os depósitos feitos por bancos e reforçou o programa de compra de títulos da dívida que lançara em março passado, prolongando a sua duração e a gama de títulos que pode adquirir, mas desiludiu os mercados que esperavam um aumento do volume mensal de compra de ativos - que se manteve em 60 bilhões de euros.

Nesta quinta-feira, após a reunião do BCE e apesar de nada de concreto ter sido anunciado, as bolsas europeias, que se mostravam hesitantes durante a manhã, reagiram de imediato, com altas.

Apesar de reconhecer que a inflação anual está abaixo do esperado, com uma taxa de 0,2% na zona do euro quando o BCE tem como meta 2%, Draghi reafirmou que a política adotada tem sido eficaz.

O BCE deixou as taxas de juros inalteradas, com a taxa básica, aplicada às principais operações de refinanciamento, em 0,05%, um mínimo histórico que vale desde setembro de 2014. A próxima reunião de política monetária do BCE será em 10 de março.

PV/lusa/rtr/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos