Berlinale exibe ao todo seis filmes brasileiros

Apesar de Brasil não ter longas na competição principal, país tem chance de levar prêmios em mostras paralelas com três estreias mundiais e um curta. Cineasta Anna Muylaert volta a Berlim com "Mãe só há uma".

Os organizadores da 66ª edição do Festival de Cinema de Berlim divulgaram nesta quinta-feira (21/01) a lista completa das produções selecionadas para a Panorama, mostra paralela à competição principal. Entre os 51 filmes de 33 países que serão exibidos nessa seção, três deles são do Brasil e comemoram estreia mundial na capital alemã.

A Berlinale apresentará o novo longa de Anna Muylaert, diretora do premiado Que horas ela volta?. Em Mãe só há uma, a cineasta conta a história de um menino que descobre ter sido roubado na maternidade. O filme traz no elenco Matheus Natchergaele, Luciana Paes e Naomi Nero.

A Panorama exibe ainda os brasileiros Antes o tempo não acabava, dos cineastas Sérgio Andrade e Fábio Baldo, e o documentário Curumim, de Marcos Prado. O longa de ficção mostra os conflitos vividos por um jovem indígena em Manaus, envolvendo os embates entre a cultura tradicional e a vida urbana. Já Curumim retrata a trajetória do brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, que foi executado na Indonésia em 2015 por tráfico de drogas.

Apesar de não ter nenhuma produção selecionada para a competição principal, a mostra paralela pode trazer prêmios e prestígio ao cinema brasileiro. Em 2015, Que horas ela volta? foi agraciado com o prêmio do público de melhor longa-metragem de ficção da Panorama.

Em 2014, Hoje eu quero voltar sozinho, do diretor Daniel Ribeiro, foi premiado pela Federação Internacional de Críticos de Cinema (Fipresci) como o melhor filme da mesma mostra.

Além da participação na Panorama, o cinema brasileiro tem chances de ganhar prêmios na Berlinale Shorts, categoria de curtas-metragem do festival. O documentário Das águas que passam, de Diego Zon, foi selecionado para a competição. O filme retrata o pescador Zé de Sabino. A produção foi gravada na foz do Rio Doce em março de 2015, antes da tragédia ambiental que devastou a região.

O Brasil também tem filmes selecionados para a mostra Forum. Nesta seção o país é representado por Muito Romântico, de Melissa Dullius e Gustavo Jahn, Ruína, de Gabraz Sanna, e ainda pela exposição A Mina dos Vagalumes, de Raphäel Grisey.

A 66ª edição do Festival de Berlim acontecerá de 11 e 21 de fevereiro de 2016. O filme Ave, César!, dos irmãos Coen abrirá a Berlinale. A comédia retrata o fim da Era de Ouro de Hollywood e tem no elenco estrelas como George Clooney, Scarlett Johansson e Tilda Swinton.

CN/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos