Mais quatro países europeus reportam casos de zika

Dinamarca, Suíça, Portugal e Alemanha confirmam casos de infecção. Europeus contraíram vírus em viagens a países da América Latina. Zika já foi detectado na Holanda, Reino Unido, Itália, Suécia e Espanha.

A Dinamarca, a Suíça, a Alemanha e Portugal confirmaram nesta quarta-feira (27/01) casos de infecção com o vírus zika. Com isso, passam para nove o número de países europeus que registraram casos da doença. As infecções recentes foram contraídas durante viagens a países da América Latina.

Um dinamarquês que esteve recentemente em vários países latino-americanos foi diagnosticado com o vírus, confirmou um hospital em Aarhus, no centro do país. O jovem em tratamento apresenta, além de febre, dores de cabeça e musculares.

O Instituto Federal de Saúde Pública da Suíça anunciou que dois suíços, um que esteve no Haiti e outro na Colômbia, foram diagnosticados com o vírus. Nenhum deles precisou ser hospitalizado. Portugal também reportou cinco casos da doença. "Os cinco casos confirmados foram importados do Brasil", afirmou o porta-voz do Instituto Nacional de Saúde.

Já na Alemanha, o Instituto Bernhard Nocht de Medicina Tropical, em Hamburgo, anunciou que desde 2013, dez infecções com o vírus zika foram diagnosticadas no país. Em todos os casos, os pacientes contraíram a doença durante viagens.

Casos de zika na Europa já haviam sido confirmados na Holanda, Reino Unido, Itália, Suécia e Espanha. Todos os europeus foram infectados em viagens para países da América Latina.

A presidente Dilma Rousseff pediu nesta quarta-feira que a América Latina se una no combate ao vírus zika, associado a casos de microcefalia em bebês no país. O Brasil é o país mais afetado com o surto. Mas o vírus já se espalhou por 20 países do continente americano e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), deve atingir todos os países das Américas, exceto Canadá e Chile.

CN/ap/afp/rtr/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos