ONU suspende negociações para paz na Síria

Enviado especial afirma que regime e oposição farão uma pausa até 25 de fevereiro e destaca que conversações não fracassaram. Ele reconhece, porém, que houve pouco progresso até agora.

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan De Mistura, anunciou nesta quarta-feira (03/02), em Genebra, uma pausa nas negociações de paz entre o regime e a oposição sírios. Segundo ele, o diálogo será retomado no dia 25 de fevereiro.

"Vamos fazer uma pausa. Isso não significa que as negociações fracassaram. As duas partes indicaram que querem começar a conversar", declarou De Mistura, depois de vários dias sem avanços.

"Eu concluí, francamente, que depois da primeira semana de conversações preparatórias ainda há trabalho por fazer, e não apenas por nós", declarou o diplomata, acrescentando que isso vale também para as potências internacionais, como Estados Unidos e Rússia.

"Eu deixei claro desde o primeiro dia que eu não vou conversar simplesmente por conversar", afirmou. As negociações em Genebra estão previstas para durar seis meses e fazem parte de um ambicioso plano internacional para alcançar a paz na Síria.

O Alto Comitê de Negociações (ACN), uma coligação de opositores, concordou na última hora em participar das conversações e chegou a Genebra no sábado passado, um dia depois dos representantes do regime do presidente Bashar al-Assad.

O ACN insistiu em medidas imediatas, como o envio de ajuda humanitária a cidades sitiadas, a suspensão do bombardeio de civis e a libertação de prisioneiros. Já o governo reclamou que o ACN seria desorganizado, sem ter nomeado seus negociadores, e que teriam terroristas entre seus integrantes.

AS/afp/efe/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos