Pelo menos 120 pessoas ainda soterradas no Taiwan

Sobe para 31 o número de mortos em terremoto de magnitude 6,4 que abalou a cidade de Tainan. Testemunhas afirmam que moradores reclamavam de rachaduras e falhas de construção no complexo que desabou, soterrando 120.

Subiu para 31 o número de mortos em consequência do terremoto deste sábado na cidade de Tainan, no sul do Taiwan, comunicaram neste domingo (07/02) autoridades do Estado insular. O abalo deixou mais de 500 feridos e calcula-se que cerca de 120 pessoas estejam ainda sob os escombros dos edifícios que desmoronaram total ou parcialmente.

Cerca de 800 militares foram mobilizados para ajudar resgatar sobreviventes do terremoto de magnitude 6,4 graus na escala Richter. O Taiwan fica próximo de duas placas tectônicas, sendo atingido com regularidade por abalos sísmicos.

O prefeito de Tainan, Willian Lai, comentou que sobreviventes e parentes relataram "violações da lei", mas não quis dar detalhes. "Entrei em contato com unidades judiciais, e promotores lançaram uma investigação formal", garantiu.

"Também encomendamos três organismos independentes para preservar as provas durante o resgate, para que possamos ajudar os moradores caso eles queiram abrir processos no futuro. Deteremos os construtores responsáveis se eles violaram a lei", disse Lai.

A imprensa local informou que a empreiteira responsável pelo complexo sob cujos escombros autoridades estimam ainda haver cerca de 120 vítimas, abandonou o negócio de construção. No passado, já houvera uma investigação sobre a segurança do bloco e a qualidade dos materiais utilizados.

Um habitante de Tainan com oito familiares soterrados sob o prédio afirmou que os moradores haviam reclamado de defeitos. "Eles se queixavam que o edifício não foi bem construído, pois havia rachaduras nas paredes e azulejos caíram, depois de diversos tremores nos últimos anos."

O presidente taiwanês em exercício Ma Ying-jeou visitará o local do desastre na segunda-feira, primeiro dia do Ano Novo Lunar. Tsai Ing-wen, eleita presidente em janeiro e que assumirá o cargo em 20 de maio, também visita Tainan no mesmo dia.

Em junho de 2013, um abalo com magnitude 6,3 atingiu o centro da ilha e provocou quatro mortes e deslizes de terra generalizados. Em setembro de 1999, um abalo de magnitude 7,6 causou a morte cerca de 2.400 pessoas.

PV/lusa/abr/rtr/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos