ONU pede que Turquia abra fronteira com a Síria

Em meio à intensificação da ofensiva de Assad em Aleppo, com o apoio militar da Rússia, milhares de moradores se dirigem à fronteira turca. Mas são barrados pelas autoridades.

As Nações Unidas pediram nesta terça-feira (09/02) que o país abra sua fronteira com a Síria em meio à intensificação dos conflitos em Aleppo.

A ofensiva do regime de Bashar al-Assad com o apoio de bombardeios aéreos russos tem provocado fuga em massa de refugiados, que se dirigem para a fronteira com a Turquia.

Segundo o ministro do Exterior turco, Mevlut Cavusoglu, até um milhão de sírios podem deixar Aleppo se os ataques continuarem.

Cerca de 70 mil pessoas aglomeradas nas fronteiras estão recebendo ajuda humanitária, de acordo com o governo turco, mas as autoridades não têm permitido a entrada delas no país.

"A maior necessidade e a melhor resposta humanitário é que os bombardeios sejam contidos", afirmou o chefe para Assuntos Humanitários das Nações Unidas, Stephen O'Brien.

Desde o início da guerra civil na Síria, em 2011, a Turquia já recebeu 2,5 milhões de requerentes de asilo.

KG/dpa/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos