Igualdade entre homens e mulheres influencia escolha de parceiros

Nicolas Martin (mp)

Ele deve ter dinheiro e status, ela deve ser bonita: cientistas afirmam que, em sociedade evoluídas, essa divisão de critérios está ultrapassada, e tanto homens como mulheres buscam inteligência, beleza e alta instrução.

Ele procura uma mulher com um rosto bonito e curvas ideais. Já ela está atrás de um homem com dinheiro, um bom emprego e status. Para ela, a aparência física do parceiro pouco importa. Já para ele, pouco importa o que ela tem na cabeça. Ele quer ter filhos. Para ela, é importante que ele possa alimentar a família.

Esses são os critérios de seleção de parceiros tradicionalmente mencionados. Eles fariam parte de uma espécie de chip pré-implantado, que influencia os critérios de escolha do par ideal.

Mas cientistas discordam que esses critérios sejam naturais. "As pessoas se ajustam. Se esse chip realmente existe, então ele reage ao meio, a desafios e variações", explica o psicólogo Marcel Zentner, da Universidade de Innsbruk.

Mais igualdade, menos diferenças

E uma das principais mudanças dos últimos tempos é a igualdade entre homens e mulheres. Zentner e a sua colega Alice Eagly, da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, avaliaram centenas de estudos em diferentes países.

Eles analisaram informações vindas de países onde as questões de gênero são abordadas de maneiras bem distintas. "Estavam no grupo, por exemplo, Irã, Arábia Saudita, Japão, Finlândia, Suécia, Inglaterra e assim por diante."

Os pesquisadores se dizem surpresos com os resultados. "Há mesmo uma relação quase perfeita", afirmam. Quanto maior é o grau de igualdade entre homens e mulheres, menores são as diferenças nos critérios de escolha do parceiro. "Nós ficamos espantados que essa relação seja tão evidente", comenta Zentner.

Os pesquisadores chegaram à conclusão de que os critérios da biologia evolutiva clássica estão ultrapassados nas sociedades mais avançadas: quanto mais evoluída for a sociedade, mais semelhantes são os critérios de escolha de homens e mulheres.

Características importantes, tanto para homens quanto para mulheres, são sociabilidade, confiabilidade, inteligência, grau de instrução e maturidade emocional - antes mesmo da aparência física.

"Pode-se dizer que a estante de livros é mais importante do que o espelho", resume Zentner. Segundo ele, o homem de hoje procura uma mulher inteligente. "Na Finlândia, o nível de instrução do parceiro é mais importante para os homens do que para as mulheres", exemplifica o psicólogo.

Segundo ele, numa sociedade igualitária as mulheres procuram um parceiro que também saiba passar roupa ou cozinhar, e elas dão muito mais valor à aparência do homem.

Nem tão iguais assim

Mas, se homens e mulheres estão se tornando mais parecidos em critérios como aparência e inteligência, no quesito renda a divisão tradicional de papéis continua tendo força. "Um estudo na Dinamarca mostra que homens que ganham menos do que suas mulheres consomem mais produtos para elevar a potência sexual", destaca Zentner.

Esse comportamento seria uma espécie de compensação relacionada ao conceito tradicional de masculinidade, mas também continua sendo mais importante para as mulheres do que para os homens que o parceiro tenha uma boa situação financeira.

Alguém que seja inteligente, bonito e rico: essa combinação predomina nos chips biológicos de homens e mulheres nas sociedades modernas. Mesmo assim, os critérios nunca serão exatamente os mesmo, e há uma explicação biológica para isso: a gravidez.

Segundo Zentner, ela influencia a divisão de papéis. "Por isso não acredito que, num futuro próximo, haja uma equiparação perfeita dos padrões de preferência", diz o psicólogo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos