Christine Lagarde é reeleita diretora-gerente do FMI

Ex-ministra francesa das Finanças permanece à frente de Fundo Monetário Internacional por mais cinco anos. Instituição destaca liderança forte de Lagarde durante período econômico turbulento.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reelegeu nesta sexta-feira (19/02) a francesa Christine Lagarde como diretora-gerente da instituição por mais cinco anos. A ex-ministra das Finanças da França era a única candidata ao cargo e recebeu apoio de vários países membros do FMI, inclusive dos Estados Unidos.

Lagarde, de 60 anos, foi a primeira mulher a assumir esse posto. Ela foi nomeada diretora-gerente do fundo em 2011 e sucedeu Dominique Strauss-Kahn, envolvido em um escândalo sexual.

A francesa esteve à frente do FMI durante a crise econômica na União Europeia e também em um período de estagnação da economia global. A instituição afirmou que os membros do conselho ficaram impressionados com a liderança forte e sábia de Lagarde.

"Durante tempos turbulentos na economia global, Lagarde fortaleceu as habilidades do fundo para apoiar seus integrantes", ressaltou o FMI, em um comunicado.

A ex-ministra afirmou estar contente com a reeleição. "Nos últimos cinco anos, o FMI adaptou e fortaleceu sua capacidade de responder as necessidades de seus membros e se preparou para ajudá-los a enfrentar os desafios do futuro", disse.

Lagarde ressaltou ainda que o fundo continua empenhando em seu objetivo fundamental que é garantir a estabilidade econômica e financeira global por meio da cooperação internacional. Ela assume seu novo mandato no fundo, do qual fazem parte 188 países, no dia 5 de julho.

CN/afp/lusa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos