G20: 'Brexit' ameaça economia internacional

Reunidos em Xangai, representantes das principais potências mundiais expressam preocupação com possível saída do Reino Unido da UE. Crescente número de refugiados na Europa também é listado como "risco".

Os países do G20 alertaram neste sábado (27/02) que uma possível saída do Reino Unido da União Europeia (UE) e o crescente número de refugiados na Europa são os principais "riscos" à economia internacional.

Em declaração emitida após o fim do encontro de dois dias entre ministros de finanças e membros de bancos centrais do G20 em Xangai, as potências concluíram que esses fatores estão entre as causas da dificuldade de recuperação econômica, da queda do preço das matérias-primas e da volatilidade dos fluxos de capitais.

O texto final diz que o chamado "Brexit" - termo que reúne as palavras Britain e exit (Reino Unido e saída) - cria "incertezas". Os britânicos vão decidir se o país deve permanecer na UE em referendo que será realizado em 23 de junho.

A discussão, que não estava na pauta do encontro, foi incentivada pelo ministro das Finanças britânico, George Osborne. "Nossa visão é que a segurança nacional e econômica do Reino Unido, da Europa e dos Estados Unidos, depende da permanência do Reino Unido na União Europeia", afirmou o secretário do Tesouro americano, Jack Lew.

Uma versão preliminar do comunicado a ser divulgado pelo grupo de m no fim de uma reunião de dois dias em Xangai reflete diversas preocupações e fricções políticas que têm sido exacerbadas pelo crescimento econômico vacilante e turbulências nos mercados nos meses recentes.

KG/rtr/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos