Clima violento marca campanha de Trump

Novos protestos em comício do pré-candidato republicano. Bilionário é derrotado nas eleições primárias realizadas na capital Washington e no Wyoming. Presidente Barack Obama pede que pré-candidatos parem com "insultos".

O clima na campanha pré-eleitoral de Donald Trump fica cada vez mais acirrado. Na noite de sábado (12/03), um evento na cidade de Kansas City (Missouri) foi interrompido diversas vezes por manifestantes. No final, o bilionário os chamou de "lixo" e ameaçou processar cada um deles, exigindo que fossem imediatamente presos.

Também foram registradas manifestações contra o pré-candidato republicano diante do edifício onde se realizava o evento eleitoral. Houve confrontos esporádicos com a polícia e várias detenções. Segundo o canal de notícias CNN, a situação ficou tão tensa que a polícia utilizou gás lacrimogêneo.

Já na sexta-feira, houvera embates entre manifestantes e apoiadores de Trump antes de um planejado comício na Universidade de Illinois, em Chicago. A situação ficou ainda mais acirrada depois que o pré-candidato republicano cancelou o evento por preocupações de segurança.

Na próxima terça-feira, serão realizadas primárias em cinco estados - Illinois, Missouri, Ohio, Flórida e Carolina do Norte. Para os republicanos, os pleitos são cruciais. Caso Trump obtenha vitórias nesses estados, teria uma vantagem quase insuperável para sua nomeação como candidato republicano à Casa Branca em novembro.

As prévias também são decisivas para os demais pré-candidatos republicanos John Kasich, governador de Ohio, e Marco Rubio, senador pela Flórida. Eles precisam vencer em seus estados de origem para continuar na corrida à candidatura republicana.

Em evento no Texas, neste sábado, o presidente americano apelou aos pré-candidatos para abrandar o tom nos seus comícios. Segundo Obama, eles deveriam se concentrar em propostas para melhorar a situação do país em vez de "insultos e bullying entre escolares".

Derrota de Trump

Até agora, o controverso bilionário americano Donald Trump é considerado o principal candidato para concorrer pelos republicanos em novembro. Nas últimas semanas, eel venceu uma eleição após a outra nas prévias realizadas em diversos estados. Mas, aparentemente, sua série de vitórias chegou ao final: nas primárias deste fim de semana, o magnata do setor imobiliário foi derrotado por seus principais adversários.

Neste sábado, o senador republicano Marco Rubio, da Flórida, venceu a votação na capital, Washington D.C., enquanto seu colega texano Ted Cruz ganhou as primárias no estado de Wyoming. Em ambos os estados, Donald Trump obteve apenas o terceiro lugar.

Cruz pôde ainda angariar um delegado em Guam, território americano no Pacífico Ocidental. Entre os democratas, houve somente uma prévia neste sábado, também no Oceano Pacífico.

A pré-candidata Hillary Clinton conseguiu vencer o adversário Bernie Sanders no caucus realizado nas Ilhas Marianas do Norte, onde Clinton obteve quatro votos de delegados, e Sanders, dois. Essa foi a 14ª vitória de Clinton nas primárias para definir a candidatura democrata às eleições presidenciais.

CA/afp/dpa/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos