Quanta água devemos beber por dia?

Márcio Pessôa

Fatores como sexo, idade e temperatura devem ser levados em conta para manter o corpo hidratado. Para quem pratica atividades físicas, é importante ter cuidado com a hiperidratação.

Beber água é essencial para o bom funcionamento do organismo. Diz a sabedoria popular que devemos ingerir 2 litros por dia - meta que muitos se esforçam para atingir. Mas existe mesmo uma quantidade ideal a ser consumida? E isso inclui apenas água ou também outros líquidos?

A Autoridade Europeia para Segurança Alimentar (EFSA, na sigla em inglês) recomenda que os homens bebam 2 litros por dia, a as mulheres, 1,6 litros - ou entre oito e dez copos diários. Já Robert Huggins, pesquisador da Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos, afirma que a necessidade de líquido é dinâmica e precisa ser individualizada, variando de pessoa para pessoa.

Variáveis como sexo, condições ambientais, nível de adaptação ao calor, exercício ou intensidade de trabalho, idade e dieta precisam ser consideradas para se conseguir uma hidratação equilibrada, disse Huggins à revista eletrônica americana Health.

A orientação é prestar atenção na sede e nos sinais do corpo. Huggins salienta que é importante observar o aspecto da urina. Se estiver escura, é preciso beber mais água.

Líquidos que desidratam

Alexandra Phelan, do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês), ressalta que líquidos diferentes têm impactos diferentes sobre o corpo.

Além de água, beber leite e sucos de frutas também pode favorecer a hidratação. No entanto, sempre é importante prestar atenção no total de açúcar contido nessas bebidas. Chá e café também ajudam, mas a quantidade de cafeína ingerida deve ser observada, disse a especialista em entrevista ao jornal The Independent.

O álcool pode até acabar com a sede, mas, ao mesmo tempo, ele é diurético. Ou seja, ele faz com que a pessoa urine mais vezes e pode levar à desidratação. A ressaca depois da excessiva ingestão de bebidas alcoólicas tem como um de seus componentes principais a desidratação. A especialista diz que a melhor forma de evitar isso é beber um copo de água após cada copo de bebida alcoólica.

Phelan alerta que a desidratação pode ter como sintomas como não urinar por mais de oito horas, sentir vertigem ou letargia, confusão ou pulsação acelerada. Nesses casos, a pessoa deve procurar um médico.

Sentir sede constante também pode ser sintoma de problemas crônicos, como diabete. Para a maioria das pessoas saudáveis, beber água em pouca quantidade, mas constantemente durante o dia é a melhor forma de se chegar à ingestão equilibrada de líquidos. Também é normal beber mais quando está quente ou devido a atividades físicas, mas não demais, alerta Phelan.

Atenção à hiperidratação

A hiperidratação acontece quando a ingestão de água é maior que a sua eliminação e quando a quantidade de água no corpo é muito grande em relação ao nível de sódio. Uma queda muito grande do nível de sódio pode levar a problemas neurológicos e até à morte.

No entanto, se a hipófise, os rins e o coração estiverem funcionando bem, beber quantidades de água exageradas geralmente não causa hiperidratação. Estima-se que um adulto teria de beber mais de 7,5 litros de água num dia para exceder a capacidade do corpo de eliminar líquidos.

No caso de atletas, porém, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Virgínia, nos EUA, ressaltam em um estudo os riscos da ingestão de muito líquido durante a prática de exercícios físicos, que pode levar à hiponatremia.

Antes, a condição atingia sobretudo em praticantes de esportes de resistência, como maratona e triátlon, mas agora médicos relatam a ocorrência da hiponatremia também em praticantes de outras modalidades.

"A característica comum a todos os casos é o consumo excessivo de água durante a prática esportiva. Há uma crença equivocada de que a hiperidratação pode melhorar a performance e até mesmo prevenir a desidratação", afirmou o pesquisador Mitchell Rosner, da Universidade de Virgínia, ao site de notícias da instituição.

Huggins, da Universidade de Connecticut, dá algumas dicas àqueles que praticam esportes. Ele sugere que as pessoas se pesem antes e depois dos exercícios físicos. A diferença, segundo o pesquisador, é a quantidade de líquido que se perdeu. Esse número em quilos deve ser bebido em litros durante ou depois dos exercícios.

Caso esse método seja muito complicado, Huggins estima que a maioria das pessoas sue de 1 a 2 litros a cada hora de exercício de intensidade moderada, sendo essa a quantidade de líquido que deve ser reposta. Mas, em última análise, cada um deve ter a própria sede como guia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos