Austrália prende suspeitos de financiar EI

Homem de 20 anos e uma adolescente detidos em Sydney teriam arrecadado fundos para o grupo extremista "Estado Islâmico". Autoridades descartam risco de atentado no país, afirmando que dinheiro se destinava ao exterior.

Duas pessoas, incluindo uma adolescente de 16 anos, foram presas em Sydney, na Austrália, nesta terça-feira (22/03), suspeitas de arrecadar dinheiro para apoiar o grupo extremista "Estado Islâmico" (EI).

A estudante e um homem de 20 anos foram presos no subúrbio de Guildford, informou a polícia, alertando para o número cada vez maior de menores envolvidos em tais atividades.

O homem de 20 anos foi identificado pela imprensa local como Milad Atai. Ele era investigado há meses. A pena para crime de financiamento de terrorismo pode chegar, na Austrália, a 25 anos de prisão.

As autoridades locais ressaltaram, entretanto, que a suposta captação de recursos se destinava ao envio ao exterior e não estava ligada a qualquer atividade visando um ataque na Austrália. A polícia não divulgou a quantia arrecadada pelos suspeitos.

MD/afp/efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos