UE estuda exigir visto de americanos

Medida seria uma reação à obrigatoriedade de visto de entrada nos EUA para cidadãos de alguns países europeus, como Polônia, Bulgária e Croácia.

Atualmente, cidadãos americanos podem viajar para a Europa sem antes ter que recorrer a qualquer embaixada de algum país-membro da União Europeia. Mas isso pode mudar em breve. A razão é que os EUA exigem visto de entrada para pessoas provenientes de alguns Estados do bloco.

"A Comissão Europeia é obrigada a avaliar a situação e as possíveis consequências para cidadãos da UE, para a economia e as relações exteriores", afirmou uma porta-voz da Comissão.

A UE permite que cidadãos americanos entrem sem visto no bloco europeu e espera, em troca, um tratamento de igualdade. No entanto, os EUA exigem visto de entrada para búlgaros, croatas, poloneses, cipriotas e romenos. Assim, a União Europeia pode decidir pela suspensão do regime de isenção de visto para americanos por um período de até um ano.

Isso valeria para todos os países-membros do bloco europeu, como também para Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça. Estariam excluídos Reino Unido e Irlanda.

Reciprocidade em vista

De acordo com a Comissão Europeia, o objetivo é o estabelecimento da isenção de visto recíproca e total para todos os países-membros da UE. No entanto, pode demorar até que a nova regra entre em vigor. Após uma eventual decisão favorável à exigência de visto, o Parlamento Europeu e os Estados da União Europeia teriam três meses para apresentar recurso contrário.

Além disso, segundo a agência de notícias Reuters, a Comissão Europeia também poderia considerar a obrigatoriedade de visto para canadenses. Assim como os EUA, o Canadá também exige visto para pessoas de alguns países da UE.

No total, cidadãos de cerca de 50 países não precisam de visto para entrar na União Europeia e no Espaço Schengen. Pré-requisito para a isenção de visto de entrada é que, num espaço de tempo de 180 dias, o visitante permaneça o máximo de 90 dias no bloco europeu e que disponha de um passaporte moderno com dados biométricos.

Processo complicado

Nos últimos anos, a União Europeia tem dispensado a obrigatoriedade de visto para vários países. Para entrar no bloco europeu, não precisam de nenhum "endosso" em seus passaportes pessoas provenientes dos Bálcãs Ocidentais, como também da maioria dos Estados da América Latina, além de Austrália, Nova Zelândia, Japão, Israel e Emirados Árabes Unidos.

Por outro lado, cidadãos de mais de 120 outros Estados, entre eles Turquia, Rússia, todos os países africanos, como também a maioria das nações árabes e asiáticas, precisam passar por um processo complicado para obter um visto.

No ano de 2014, somente as representações alemãs no exterior emitiram quase 1,95 milhão de vistos de entrada para o Espaço Schengen. Cerca de 131 mil pedidos foram indeferidos.

CA/dpa/rtr/dw

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos