Número de mortos no Equador sobe para 413

Busca por sobreviventes do pior terremoto que atingiu o Equador nas últimas décadas continua, mas expectativa é que número de vítimas aumente. Mais de 2,6 mil pessoas ficaram feridas.

O número de vítimas do terremoto de magnitude 7,8 que atingiu o litoral norte do Equador no último sábado subiu para 413, informou o governo do país nesta terça-feira (19/04). Ao menos quatro sobreviventes foram resgatados com vida dos escombros.

O pior tremor já registrado no país desde 1949 deixou mais de 2,6 mil pessoas ficaram feridas e 18 mil desabrigadas. As autoridades calculam que 1,5 mil edificações foram destruídas. Entre os mortos, também há nacionais da Colômbia, Cuba, Estados Unidos, Canadá e Irlanda do Norte.

As buscas por sobreviventes continua, mas o número de mortos deve aumentar, alertou o ministro do Interior, Jose Serrano. Equipes internacionais de resgate de países vizinhos, EUA, China e Europa participam das buscas e da assistência humanitária.

O Equador passa por uma forte recessão que tem forçado o governo a tomar medidas de austeridade. O governo pediu a liberação de 160 milhões de dólares em fundos de contingência para lidar com a tragédia, informou o ministro das Finanças, Fausto Herrera.

Na segunda, o presidente Rafael Correa disse que a reconstrução do norte do país custará bilhões de dólares. A Cruz Vermelha da Espanha estima que 100 mil pessoas devem precisar de ajuda.

KG/rtr/efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos