Paris ganha novo museu de arte moderna e contemporânea

Após procurar por décadas uma locação para sua coleção particular, François Pinault anuncia um museu de arte, a ser aberto em 2018. Instituição de caráter pedagógico é grande presente para capital francesa, diz prefeita.

O mecenas e homem de negócios francês François Pinault instalará parte sua coleção particular de arte moderna e contemporânea na Bourse de Commerce de Paris, segundo anunciou nesta quarta-feira (27/04), juntamente com a prefeita da cidade, Anne Hidalgo.

Com um total de 13 mil metros quadrados, o novo museu, com inauguração prevista para fins de 2018, situa-se em frente ao recém-inaugurado complexo Les Halles e a meio caminho entre o Museu do Louvre e o Centro Pompidou.

O edifício é a antiga bolsa de comércio de cereais e outros produtos básicos, arrendado por Pinault pelos próximos 50 anos como parte de um projeto de restauração orçado em cerca de 1 bilhão de euros. Somente os trabalhos de reforma do prédio deverão custar 100 milhões de euros, ficando a cargo do arquiteto japonês Tadao Ando.

Vontade de partilhar a paixão pela arte

Pinault é ex-presidente do grupo Kering (antigo Pinault-Printemps-Redoute -PPR) ao qual pertence a cadeia de livrarias FNAC e a prestigiosa casa de leilões Christie's. Ele tem sido descrito como "a pessoa mais importante do mundo da arte". Sua coleção particular inclui entre 3 mil e 4 mil peças de artistas como Mark Rothko, Jeff Koons, Damien Hirst ou Takashi Murakami, com valor total calculado em 1,2 bilhão de euros.

Há décadas, o empresário de 79 anos procurava um local de exposição na capital francesa para o acervo artístico. Dez anos atrás acabou renunciando a seu projeto de fundar um museu de arte às portas da cidade. No meio tempo, vinha expondo as obras em museus de arte de Veneza, no nordeste da Itália.

Ao anunciar o novo museu, a prefeita Hidalgo revelou-se "encantada", descrevendo-o como "um imenso presente no coração de Paris" e "um grande ganho para a cidade".

Em declaração à imprensa, Pinault reafirmou a intenção de "partilhar com um número maior de pessoas" sua paixão pela arte. O futuro museu da Bourse de Commerce abrigará "uma coleção em permanente evolução, com a intervenção dos artistas e com uma vocação educativa e pedagógica, sobretudo para aqueles distantes da arte contemporânea", prometeu.

AV/afp/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos